Câmara de Limeira aprova projeto que concede Medalha de Bravura entre os Justos a PMs

 Outros três projetos que concedem homenagens foram aprovados em sessão

 Quatro projetos que concedem homenagens foram aprovados na Câmara Municipal de Limeira nessa segunda-feira, 22 de outubro. Um deles atribui o Título de Cidadão Limeirense a Francisco Alves de Lima; outro concede a Medalha de Bravura entre os Justos – Cabo Odilon Lopes, aos policiais militares, Cabo PM Fábio Marcelo Canela e Cabo PM Fábio Alexandre da Silva e outros dois imortalizam o nome de Alcídia Cesar Scompari na LIM-156 e Francisco Antonio Cruanhes na rotatória Sistema de Lazer 01 do bairro Jardim Parque Avenida.

 Título de Cidadão Limeirense

 De autoria da vereadora Carolina Pontes (PSDB), o Projeto de Decreto Legislativo 40/2018 concede o Título de Cidadão Limeirense a Francisco Alves de Lima pelos relevantes serviços prestados à população de Limeira. Cearense, o homenageado mora em Limeira há cerca de 50 anos, onde é conhecido, segundo a propositora, por Chico da Banca IV Centenário, em referência ao local em que trabalha.

 “Com sua esposa criou seus filhos e agora educa sua primeira netinha. Trabalhou e trabalha incansavelmente na Praça Toledo de Barros. Ali, no sol ou na chuva, no calor ou no frio, inicia as atividades ao nascer do sol findando, ainda com sorriso no rosto, quase às 22h”, justificou a parlamentar.

 Medalha de Bravura entre os Justos – Cabo Odilon Lopes

 O Projeto de Decreto Legislativo 32/2018, de autoria da vereadora Dra. Mayra Costa (PPS), concede a Medalha de Bravura entre os Justos – Cabo Odilon Lopes, aos policiais militares cabo Fábio Marcelo Canela e cabo Fábio Alexandre da Silva pelos atos de bravura e coragem realizados durante apreensões de drogas no primeiro semestre de 2018.

 Ambos trabalham no Policiamento de Ronda Rural e juntos contribuíram na prisão de 76 pessoas na prática de crimes, na maioria por tráfico de drogas, nos bairros Aeroporto, Ernesto Kuhl, Gustavo Picinini, Cecap, Odécio Degan, Jardim do Lago e Lagoa Nova. “Num ato de destemor, coragem e bravura, alcançaram um desfecho memorável frente a uma situação de iminente risco de vida para com um cidadão limeirense”, alegou Dra. Mayra.

 Alcídia Scompari

 Por meio do Projeto de Lei 122/2018, da vereadora Lu Bogo (PR), o nome de Alcídia Cesar Scompari será imortalizado na LIM-156, no bairro Lagoa Nova Rural, conforme Memorial de Estradas contido no Plano Rodoviário Municipal. A homenageada faleceu em fevereiro de 2012, deixando familiares e amigos.

 Natural de Caldas de Minas (MG), Alcídia se mudou para Limeira (SP) em 1967. Na cidade, comprou um sítio no bairro Lagoa Nova Rural, onde cultivou legumes e verduras que comercializava nas feiras livres das cidades, sustentando sua família e gerando empregos.

 Francisco Cruanhes

 O Projeto de Lei 174/2018, do vereador Mir do Lanche (PR), dá o nome de Francisco Antonio Cruanhes na rotatória Sistema de Lazer 01, localizado na rua José da Annunciação Fiorentini, no bairro Jardim Parque Avenida. O homenageado faleceu em 2005, deixando duas filhas.

 Natural de Limeira (SP), trabalhou na área de construção civil e imóveis, foi comerciante autônomo e auxiliar de Departamento de Compras. Também foi atirador do Tiro de Guerra na turma de 1969, voluntário da APAE de Limeira e diretor da Associação Atlética Internacional de Limeira. Cursou Direito na Faculdade em Pinhal e, dois anos antes de se formar, foi para os Estados Unidos aperfeiçoar seu inglês. “Esta história de vida e dedicação a Limeira, merece uma homenagem”, relatou Mir. (Da redação Portal Notícia de Limeira)

Comments

comments