Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 15 de março de 2019

Compartilhe

 A formação cultural permite que a população se aproprie das técnicas do fazer artístico

 Em uma de suas canções, o compositor Caetano Veloso exclama “Como é bom poder tocar um instrumento!”. Parece simples, mas a frase revela o imenso prazer da pessoa ao poder expressar seus sentimentos por meio de um instrumento musical. É atrás desta capacidade de dominação sobre um instrumento que 244 pessoas, de diferentes idades terão a chance de aprender de forma gratuita noções teóricas e práticas dos instrumentos: baixo elétrico, bateria, canto coral, contrabaixo, drum black, fanfateria, guitarra, percussão, saxofone, teclado, trombone, trompete, viola, violão, violino e violoncelo. Com iniciativa da Secretaria de Cultura, a Escola de Música “Wagner Roveda” da Orquestra Sinfônica de Cordeirópolis, está sendo ampliada para atender um maior número de alunos no município.

 A abertura realizada pela presidente da Patrulha Mirim, Adriane Buzatto, ocorreu nesta quinta-feira (14), durante a aula inaugural que aconteceu na Câmara Municipal e reuniu autoridades, professores, alunos e seus familiares. O encontro contou com a presença do prefeito, Adinan Ortolan, da vice-prefeita, Fátima Celin, o secretário de Cultura, Leonel Arruda, da secretária de Educação, Angelita Ortolan, da presidente da Câmara Municipal, Cássia de Moraes, do maestro da Orquestra, Paulo Luiz Martimiano, acompanhado dos 12 professores de música que irão ministrar as aulas junto aos alunos.

 Em seu discurso o prefeito, Adinan Ortolan, elogiou a escolha do nome da Escola de Música, em que a homenagem leva o título de um ilustre cordeiropolense. “Wagner Roveda, um grande homem, cujo a música faz parte de sua vida há décadas. Seu instrumento preferido é a flauta, que por várias gerações encanta a todos com o seu talento. Sobre esta fanfateria que foi ampliada e se torna uma Escola de Música, com certeza terá um impacto fundamental e positivo no cotidiano das atividades escolares e social de Cordeirópolis. A música tem sido elemento fundamental na aprendizagem e ampliação de saberes culturais de crianças e adultos que frequentam esses espaços e que enriquecem a cultura de nossa cidade”, relatou Adinan.

 Para o secretário de Cultura, Leonel Arruda, a formação cultural permite que a população se aproprie das técnicas do fazer artístico nas diversas linguagens, para em um segundo momento fazer o mais importante na cultura, que é a criação artística. “A partir da criação de obras artísticas, o cidadão pode construir sua identidade e a identidade coletiva, garantindo a boa convivência na cidade. Esta é a proposta que a Escola de Música “Wagner Roveda” trará para Cordeirópolis”, destacou o secretário. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários