Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 8 de novembro de 2019

Compartilhe

 Os alunos foram acompanhados pelas professoras das salas de recursos

 A rotina de cerca de 50 alunos das Escolas Municipais de Cordeirópolis foi um pouco diferente esta semana, pois elas tiveram o contato direto com cavalos. Isso mesmo, a maioria deles conheceu pela primeira vez como funciona um centro de equoterapia, que é um método de tratamento que visa a reabilitação de pessoas com deficiência, com disfunção mental, sensitiva ou motora. A partir da iniciativa da Secretaria de Educação, essas crianças participam de algumas sessões que desenvolve aspectos afetivos, cognitivos, sensoriais, sociais e motores.

 A secretária de Educação, Angelita Ortolan, destacou que o contato com o cavalo proporciona a disciplina mental, trabalhando o sistema muscular e neurológico, consequentemente, o psicológico. “Cada estudante recebe atendimento personalizado de acordo com suas necessidades, sempre acompanhado por psicólogo e fisioterapeuta. Montados nos cavalos, as crianças também são estimuladas a realizar ações que incluem brincadeiras e jogos. O movimento do animal também contribui para o equilíbrio dos pequenos”, comentou.

 Acompanhados pela coordenadora de Educação Especial, Stefania Menezes, os alunos das salas de recursos multifuncionais visitaram o Centro de Equoterapia “Maria Luiza”, no bairro do Cascalho. Stefania explicou que os alunos puderam vivenciar momentos de aprendizado e descontração, interagindo com os animais e se deliciando com um delicioso lanche oferecido pelas profissionais do Centro. “A visita foi monitorada pelas fisioterapeutas Samanta Soares e Sileia Matana e pela pedagoga, Daniele Botion. Os alunos foram acompanhados pelas professoras das salas de recursos, professores especialistas, coordenadora de Educação Especial e estagiários. Alguns pais também acompanharam o passeio e puderem presenciar a alegria de seus filhos. Atualmente 46 alunos da rede municipal de Ensino frequentam as salas de Recursos Multifuncionais”, frisou. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários