Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 12 de outubro de 2020

Compartilhe

 Com 268,7 milhões de toneladas, a produção de grãos deve ser 4,2% maior que o da temporada anterior

 O 1º Levantamento da safra de grãos 2020/21 mostra que o Brasil deve ter uma produção recorde no período. A produção está estimada em 268,7 milhões de toneladas, volume 4,2% maior que o recorde da safra 2019/20, que totalizou 257,7 milhões de toneladas de grãos. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (8) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 A área cultivada também deve aumentar. A estimativa é de um crescimento de 1,3% o que corresponde a 879,5 mil hectares a mais. Na safra de grãos 2020/21 o plantio deve ocupar 66,8 milhões de hectares.

 “Sabemos que a produção brasileira é de grande importância para o abastecimento mundial e nacional e nossos dados fazem parte do planejamento de agentes de mercado e também dos governos”, disse o presidente da Conab, Guilherme Bastos.

 Soja

 A projeção é que o Brasil se mantenha como o maior produtor mundial de soja. A produção para a safra de grãos 2020/2021 é estimada em 133,7 milhões de toneladas.

 “As cotações de soja seguem em alta em diversas praças do Brasil. Nossa expectativa é que com todo esse cenário de alta tenhamos realmente uma expansão da área de soja para a safra 2020/21”, disse o presidente da Conab.

 Milho

 A colheita total de milho deve atingir 105,2 milhões de toneladas, a maior da série histórica, com aumento de 2,6% sobre a anterior.

 Arroz

 A Conab estima que a área ocupada com o cultivo de arroz deve crescer 1,6%. Porém, pode haver queda na produtividade com uma redução de 4,2% no volume colhido por hectare. Com isso, a produção nacional de arroz será de 10,885 milhões de toneladas, ajustada ao consumo previsto.

 Feijão

 A área plantada pode ter pequeno aumento, mas a produtividade pode recuar. Com base nos dados atuais, a Conab estima produção semelhante ao consumo. A produção de feijão é distribuída em três safras, assim, pode ter ajustes ao longo do ano. A soma das três safras é esperada em 3,126 milhões de toneladas, o que representa redução de 3,2% em relação a temporada passada.

 Plano Safra 2020/21

 Em três meses, produtores rurais, cooperativas e agroindústria contratam R$ 73,8 bilhões do Plano Safra 2020/2021 para financiar as atividades. O valor representa 28% em relação ao mesmo período anterior. (Da redação portal Notícia de Limeira)

 Imagem: Divulgação / Governo Federal


Compartilhe

Comentários

comentários