Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 13 de agosto de 2018

Compartilhe

 A iniciativa é da Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Cultura

 A programação cultural dos próximos dias conta com o Festival Nacional de Teatro que acontece entre 16 e 24 de agosto. Serão 16 espetáculos e um workshop gratuitos.

 Na quinta-feira (16), às 20h, no Teatro Vitória, o espetáculo adulto “Vigiar e Punir”, da Caravan Maschera, de Atibaia (SP), abre a programação do festival. A atividade tem como classificação 16 anos. Na sexta-feira (17), às 15h, acontece o espetáculo infantil “Nhanderuvuçu, o Menino Trovão”, no Teatro Nair Bello. O grupo que apresenta é Manuí, de Sorocaba (SP). Já às 20h, o Teatro Vitória recebe o espetáculo adulto “Lisístrata – Voo das Andorinhas”, voltado para a população a partir dos 14 anos. O grupo responsável é Cia do Voo de Teatro, de São Paulo (SP).

 A Praça Toledo Barros também recebe programação do festival. No sábado(18), às 10h, acontece o espetáculo de rua “Vikings e o Reino Saqueado”, apresentado pela Cia. Os Palhaços de Rua, de Londrina (PR). Já às 20h, no Teatro Vitória, acontece o espetáculo adulto “O Outro Lado de Todas as Coisas”, do grupo Ateliê Voador Companhia de Teatro, de Salvador (BA). A classificação é 16 anos.

 No domingo (19), o Teatro Vitória volta a receber o festival com o espetáculo adulto “Meias Verdades”, às 19h. A apresentação é da Cia. de Arte Popular, de Duque de Caxias (RJ), e conta com classificação etária de 14 anos. O palco do Teatro Nair Bello recebe na segunda-feira (20), às 15h, o espetáculo infantil “Eufonia”, realizado pela Cia dos Pés, de São José do Rio Preto (SP). Já às 19h, acontece, no Palacete Levy, o workshop “Figurino Teatral – Linguagens e Processos Criativos”, ministrado por Rose Sathler. Interessados devem fazer inscrição no Palacete, mediante preenchimento de ficha, até as 17h desta sexta-feira. A programação completa do festival pode ser acessada em www.limeira.sp.gov.br/festivaldeteatro.

 Ainda nos próximos dias, o Centro de Ciências e Cultura “Professor Osvaldo Roberto Leite” realiza a oficina “Abajur de Lava”, nesta quinta-feira, com sessões às 10h, 14h e 16h. A atividade é gratuita e voltada para a população a partir de seis anos.

 Confira os detalhes do evento:

Oficina: Abajur de Lava
Quarta-feira, 15, às 10h, 14h e 16h – Centro de Ciências e Cultura “Professor Osvaldo Roberto Leite”
Os visitantes poderão confeccionar seu próprio abajur de lava a partir de uma experiência com reações químicas.
Entrada: Livre.
Classificação: A partir de 6 anos.
Realização: Prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura.

 Espetáculo Adulto: Vigiar e Punir

Quinta-feira, 16, às 20h – Teatro Vitória
“Vigiar e Punir: Um soldado beijava a boca de Foucault” na escada da escola utiliza o texto mais conhecido do filósofo francês Michel Foucault como ponto de referência para a criação de imagens, tensões dramáticas, bonecos grotescos e novos prismas de reflexão sobre as técnicas de controle e normalização às quais a sociedade contemporânea está sujeita. Dez bonecos, inspirados em quadros de Bosch e Goya, uma cenografia em constante movimento e a atuação dos atores inspirada em bufões se compõem e decompõem para uma releitura do texto filosófico de “Vigiar e Punir” em forma de obra imagética e poética que guia o espectador em uma relação subjetiva com o espetáculo. Com uma recriação poética do texto, a peça permite que o público recrie os significados daquilo que vê e sente a partir de cenas abstratas, imagens sutis e momentos provocativos que tocam suas lembranças, sentimentos e emoções em torno do tema da loucura e da noção duvidosa de “normal”.
Grupo: Caravan Maschera
Cidade: Atibaia (SP)
Duração: 75 min
Classificação: 16 anos

 Espetáculo Infantil: Nhanderuvuçu, o Menino Trovão

Sexta-feira, 17, às 15h – Teatro Nair Bello
O espetáculo conta a saga de Nhanderuvuçu, o primeiro ser humano. Nascido a partir do sonho de Tupã, o menino trovão era muito leve e não conseguia ficar na terra, ele recebe do Criador a orientação para ir até as quatro direções sagradas, onde encontra os nandejaras, professores que os ensinam a viver na terra e, por fim, ajuda Tupã na criação de todas as coisas que existem. No palco, a história do menino trovão ganha vida por meio da combinação da encenação e narração de história, sonoplastia e cantos indígenas executados ao vivo, teatro de sombras e projeção de vídeo cenários, que dialogam durante todo o espetáculo e transmitem ao público toda a emoção da jornada de Nhanderuvuçu ao encontrar os nandejaras (uma rocha, uma palmeira, uma onça e uma serpente prateada), de forma divertida, poética, sensível e que encanta crianças e adultos.
Grupo: Grupo Manuí
Cidade: Sorocaba (SP)
Duração do Espetáculo: 50 min
Classificação: Livre

 Espetáculo Adulto: Lisístrata – Voo das Andorinhas

Sexta-feira, 17, às 20h – Teatro Vitória
Em meio a uma guerra que há 20 anos tira a vida dos homens e mantém seus filhos longe de casa, as mulheres gregas, lideradas por Lisístrata, decidem pôr fim às hostilidades, usando uma tática nada convencional: uma greve de sexo. Para melhor conseguirem seus objetivos, as mulheres ocupam a Acrópole e tomam conta do Tesouro a fim de que seus maridos escutem as suas razões, parem a luta e finalmente estabeleçam a paz.
Grupo: Cia do Voo de Teatro
Cidade: São Paulo (SP)
Duração do Espetáculo: 80 min
Classificação: 14 anos

 Espetáculo de Rua: Vikings e o Reino Saqueado

Sábado, 18, às 10h – Praça Toledo Barros
Os palhaços Batata Doce e Turino, imersos na cultura Nórdica, se apresentam como atrapalhados guerreiros vikings voltando ao seu reino após terem realizado grandes viagens e desastrosas batalhas pelo mundo. Ao chegarem a seu reino se deparam com sua rainha destituída e o trono tomado por Duques. O desafio dos palhaços-vikings é retirar os duques do poder e devolvê-lo para o povo. Para isso, vão se utilizar de suas ferramentas circenses construindo um espetáculo de circo e teatro de rua junto ao público.
Grupo: Cia. Os Palhaços de Rua
Cidade: Londrina (PR)
Duração do Espetáculo: 45 min
Classificação: Livre

 Espetáculo Adulto: O Outro Lado de Todas as Coisas

Sábado, 18, às 20h – Teatro Vitória
“O Outro Lado de Todas as Coisas” é uma autoficção com dramaturgia de Djalma Thürler, e atuação de Duda Woyda. Com uma “dramaturgia de segunda mão”, como define o autor, surge de um encontro e conjugação de ideias e coisas, gestos, sons, cores, movimentos: Foucault, Caio F. e Thürler. A peça conta um pouco mais de Duda W. e Caio F., numa narrativa sensível e pessoal, que fere e seduz, é violenta e cortante.
Grupo: Ateliê Voador Companhia de Teatro
Cidade: Salvador (BA)
Duração do Espetáculo: 60 min
Classificação: 16 anos

 Espetáculo Adulto: Meias Verdades

Domingo, 19, às 19h – Teatro Vitória
No ano que completa 20 anos ininterruptos de atividade teatral, a Companhia de Arte Popular de Duque de Caxias, traz à cena um texto de autoria de Cesário Candhí, com direção e encenação de Marcos Covask, para falar das relações humanas.
Preconceito. Intolerância. Homofobia. Joana e Paulo se encontram numa madrugada de outono, no banco de uma praça, com suas palavras mudas e seus silêncios gritantes, se mostrando inteiros, num debate sobre a diferença, o diverso, e ao que nos identifica: a busca da felicidade em todos os seus meandros pós-modernos. Integrados e entregues ao amor que move tudo. A dor de uma mãe e a angustia e o cuidado de um homem em dizer uma verdade por inteiro.
Grupo: Cia. De Arte Popular
Cidade: Duque de Caxias (RJ)
Duração do Espetáculo: 50 min
Classificação: 14 anos

 Espetáculo Infantil: Eufonia

Segunda-feira, 20, às 15h – Teatro Nair Bello
O inseto que produz o som mais alto na natureza, a cigarra, protagoniza esse espetáculo recheado de música. Na história, o jeito que se encontra para conversar é como uma dança, os sons fazem trança na língua, querendo escapar da boca. Todo ruído ao redor é capturado e transformado em fantasia. Desse jeito o mundo se mostra para essa nova voz que busca seu tom, na imensidão de um jardim. A peça, norteada pelo surrealismo, é um olhar poético sobre a mágica de perceber o mundo e se comunicar, traçando um paralelo com a voz da criança que desde o nascimento se comunica com o olhar, com o sorriso, com o choro, com os gestos e constrói as primeiras palavras pelo instinto, por convivência e pelo que ouve do mundo.
Grupo: Cia dos Pés
Cidade: São José do Rio Preto (SP)
Duração do Espetáculo: 50 min
Classificação: Livre

 Workshop: Figurino Teatral – Linguagens e Processos Criativos

Segunda-feira, 20, às 19h – Palacete Levy
Explorando possibilidades de construção da indumentária cênica, o workshop “Figurino Teatral: Linguagens e Processos Criativos” oferece um panorama sobre a construção plástica de personagens e provoca a discussão acerca da função do figurino no espetáculo teatral. O workshop visa ainda facilitar a experimentação da construção prática de figurinos pelos participantes, através de conceitos teóricos desenvolvidos.
Ministrante: Rose Sathler
Inscrições: 25 vagas preenchidas por meio de ficha de inscrição, no Palacete Levy. (Da redação Portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários