Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 3 de setembro de 2018

Compartilhe

 A iniciativa é desenvolvida em parceria com uma empresa do ramo de adubação biológica

 Ensinar os princípios básicos da ciência é a proposta do projeto “Plantando Batata com Ciência”, desenvolvido há dez anos na Ceief Professora Jamile Caram de Souza Dias, em Limeira. O projeto incentiva os alunos a entrarem em contato com o universo da pesquisa científica, por meio da observação do crescimento de batatas cultivadas em uma estufa na sede da escola. Na semana passada, os alunos do 5º ano receberam a visita do coordenador técnico, o agrônomo e virologista José Alberto Caram de Souza Dias, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

 Caram destacou que não é preciso estar na universidade para fazer pesquisa e que durante o processo de produção de batatas, os alunos aprendem a observar, anotar, comparar e avaliar o crescimento da planta.

 Para tanto, são introduzidas na estufa alguns brotos de batatas contaminados com vírus, que causam impactos no desenvolvimento da planta. Com o passar das semanas, as plantas “vizinhas” à contaminada também começam a apresentar os sinais da praga. “Os alunos aprendem a diferenciar as plantas doentes das plantas sadias e a compreender os prejuízos que as plantas com vírus podem trazer à agricultura”, frisou.

 A diretora da escola, Andrea Giovana Ferreira, comentou que o projeto aumenta o interesse dos alunos pelo conhecimento. Ela afirmou que o processo também contribui para que os alunos adquiram maior responsabilidade, pois, além de realizar o plantio das batatas, eles desenvolvem práticas de cuidados e manutenção das plantas, orientados por professores e pela monitora do projeto, Lucivânia Gomes.

 O aluno Alexandro Fernando Ignácio, 10 anos, participa do projeto com toda sua classe. Ele disse que está gostando da experiência. “Aprendi a mexer com a batata e com as plantações”, disse. O amigo Derik Feitosa, de 11 anos, também aprova a ideia de frequentar a estufa. “Agora eu sei o que é um vírus”, afirmou. (Da redação Portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários