Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 28 de fevereiro de 2019

Compartilhe

  O proprietário do estabelecimento foi encaminhado à Delegacia de Investigações Gerais de Limeira

 A Prefeitura de Limeira e o Ceprosom participaram nesta quinta-feira (28) de uma operação do Ministério Público Estadual que resultou na interdição de uma clínica de recuperação de dependentes químicos, na zona rural da cidade (Lagoa Nova). O local abrigava irregularmente 39 pacientes, sendo três adolescentes.

 O Ministério Público determinou a remoção imediata dessas pessoas, tendo em vista que a Divisão de Vigilância Sanitária (Visa) já havia emitido ordem para interdição do local. Os pacientes foram encaminhados ao Centro de Acolhida do Ceprosom, onde técnicos da instituição fizeram triagem e cadastro para localização de familiares.

 Com apoio do Samu, dois adultos precisaram ser levados para atendimento médico na Humanitária. Já os adolescentes ficaram sob responsabilidade do Conselho Tutelar. De acordo com a diretora de Proteção Social do Ceprosom, Leia Serrano, levantamento inicial apontou que seis pacientes são de Limeira, e o restante, de municípios paulistas e de outros estados.

 A chefe da Visa, Renata Martins, afirmou que a Divisão emitirá autos de infração pela presença de produtos de uso controlado sem receita médica e sem procedência, bem como pelo descumprimento da ordem de fechamento. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários