Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 6 de março de 2019

Compartilhe

  O local recebeu ação de bloqueio logo após a notificação

 A Prefeitura de Limeira, por meio do Gabinete de Prevenção e Emergência no combate ao Aedes aegypti, confirmou na tarde desta quarta-feira (6) a ocorrência de dois casos autóctones de dengue do tipo 2. Os pacientes, de 22 e 55 anos, são da mesma família, moram no Jd. Ouro Verde e passam bem. Segundo a chefe da Divisão de Controle de Zoonoses, Pedrina Aparecida Rodrigues Costa, o local recebeu ação de bloqueio logo após a notificação, que ocorreu em 8 de fevereiro.

 O diretor da Vigilância em Saúde, Alexandre Ferrari, informou que esses são os primeiros casos de dengue do tipo 2 registrados no município desde 2008. “Há pelo menos 10 anos acompanhamos a circulação do vírus do tipo 1, incluindo 2015, quando foram registradas 20.597 ocorrências”, disse. Atualmente, Limeira contabiliza 45 casos e 114 estão em aberto.

 Ferrari esclareceu que em 2017 e 2018 não foi possível detectar o tipo de vírus devido ao baixo número de registros, respectivamente, 22 e 16 casos. O diretor comentou, ainda, que o resultado desses dois exames ratificam a preocupação do prefeito Mario Botion com o avanço da dengue do tipo 2 em todo o estado de São Paulo. “Desde o início do ano, por determinação do prefeito, estamos reforçando o trabalho de controle e prevenção do Aedes aegypti na cidade”, frisou.

 Nesse contexto, Ferrari destacou a importância do Gabinete de Prevenção e Emergência no combate ao Aedes aegypti e a adoção do “Estado de Alerta” no município, bem como o envolvimento de todas as secretarias municipais. “Nossas ações seguirão ritmo intenso nas próximas semanas, com a realização de mutirões em todos os sábados até o final do mês”, salientou.

 Os exames que revelaram o subtipo do vírus da dengue em Limeira foram processados pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo. Agora, Ferrari observa que as informações serão encaminhadas à Secretaria Estadual da Saúde. “Esses dados irão contribuir com ações estaduais e nacionais de controle do vetor. A chegada do vírus do tipo 2 é uma realidade em vários municípios paulistas, e mais do que nunca, precisamos de apoio da população para que não tenhamos uma nova epidemia em Limeira”, afirmou. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários