Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 22 de março de 2019

Compartilhe

 O curso é ministrado por Alexssandro Silva da Fonseca

 Funcionários que fazem o atendimento ao público da Prefeitura de Limeira e do Ceprosom (Centro de Promoção Social Municipal) participam desde a semana passada de um Curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais). A iniciativa é do Ceprosom, por meio do Centro Educacional João Fischer Sobrinho (área auditiva/surdez) e pretende habilitar os participantes à compreensão e utilização da língua. As aulas ocorrem toda sexta-feira e vão até agosto.

 O curso é ministrado por Alexssandro Silva da Fonseca, que é especialista em Libras, com apoio da educadora Luciana Cristina Stradioto Ortolan. Segundo Fonseca, trata-se de um meio de garantir maior acessibilidade no serviço público. “O conhecimento em Libras permitirá que os funcionários da prefeitura se comuniquem com as pessoas surdas”, frisou.

 Com 40 horas de duração, o conteúdo aborda os conceitos básicos da língua de sinais, como o alfabeto, números, dias da semana, saudações, entre outros. Esta é quarta turma aberta desde 2018 pelo João Fischer. No ano passado, foram duas capacitações, uma para funcionários do Ceprosom, e outra, voltada a servidores das áreas de saúde, educação e habitação.

 Segundo a coordenadora do local, Marina Alencar, nesta edição houve uma parceria com a Secretaria de Administração, para que todas as pastas indicassem um funcionário da área de atendimento ao público. “Nosso objetivo é a inclusão das pessoas surdas à sociedade”, salientou.

 A auxiliar administrativo da Secretaria de Habitação, Maísa G. Macedo, que é uma das alunas do curso, compartilha da mesma opinião. “Esse curso tornará a prefeitura mais acessível. Há pessoas que precisam fazer o cadastro habitacional e poderemos atendê-las melhor”, comentou.

 Outra aluna, a arquiteta da Secretaria de Urbanismo, Cássia Kaori Handa, teve o primeiro contato com a língua de sinais por meio do curso. Servidora da prefeitura há cinco anos, ela avaliou positivamente a iniciativa. “Poderemos atender munícipes que precisam de Libras.” (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários