Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 27 de março de 2019

Compartilhe

 As reuniões com as duas redes serão mensais e acontecem no Centro de Formação do Professor

 

 A Rede de Mobilização Social da Parceria pela Valorização da Educação (PVE) em Limeira iniciou os trabalhos nesta segunda-feira (25), com uma reunião com membros da sociedade civil engajados na área. Hoje (26), aconteceu outro encontro, desta vez com 50 jovens, que formarão a Rede Mob Jovens, com foco no que eles acreditam que é importante para a educação e quais desafios serão trabalhados neste ano. As reuniões com as duas redes serão mensais e acontecem no Centro de Formação do Professor. O PVE é uma iniciativa do Instituto Votorantim em parceria com mais de 100 municípios.

 Secretário de Educação, André De Francesco comenta que o eixo de mobilização será trabalhado com mais ênfase neste ano. Ele explica que o intuito é ampliar as ações propostas neste sentido para envolver ainda mais os jovens e toda a cidade. “A mobilização social é fundamental para o envolvimento da comunidade, criando o sentimento de pertencimento da população com as escolas. Neste ano, esse trabalho será intensificado com os jovens e com pessoas engajadas por uma educação de qualidade”, salienta.

 Segundo a mobilizadora técnica do PVE, Paula Bocaiuva, a ideia da Rede Mob Jovens é criar um Fórum Permanente de Jovens pela Educação, em que serão trabalhadas diversas dimensões de sensibilização com foco na educação do município. Paula explica que essa rede deve ser formada por jovens de 14 a 24 anos, para que eles tenham autonomia para participar dos encontros, trabalhando sozinhos com suporte da equipe da Secretaria de Educação. Os 50 que participaram da primeira reunião são alunos da Etec Trajano Camargo, mas, conforme Paula, a ideia é envolver outros jovens, de escolas estaduais e outros segmentos.

 Na noite de ontem, aconteceu a primeira reunião da Rede de Mobilização pela Educação, com pessoas da sociedade civil engajadas pela valorização da educação. “Nessa rede, queremos pessoas que queiram trabalhar pela qualidade da educação pública em Limeira. Ontem tivemos a participação de diversas pessoas, como pais de alunos e representantes entidades religiosas”, explica Paula. “O foco desse trabalho é o valor social da educação. Serão discutidos os indicadores e as ações que impactam na educação do município.”

 Uma terceira frente, de acordo com Paula, será nas 18 escolas que serão atendidas pela parceria neste ano. A formadora explica que a intenção é que seja trabalha a mobilização da comunidade nas escolas. “Queremos levar a comunidade para dentro da escola e que a escola impacte socialmente na comunidade.” Essa frente será realizada com as equipes internas das escolas, conforme explica Paula. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários