Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 1 de abril de 2019

Compartilhe

A iniciativa foi implantada no ano passado

 Promover o acesso aos espaços culturais, em especial a museus de arte, é um dos objetivos do projeto “Visitas Formativas”, da Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Educação. A iniciativa foi implantada no ano passado, quando 166 alunos da rede municipal de ensino realizaram uma visita à Pinacoteca, museu de artes de São Paulo. Em 2019, o projeto foi ampliado: ao longo do ano, serão realizadas 30 visitas ao museu, contemplando 15 escolas e cerca de 1.350 alunos.

 A professora formadora da área de Arte da Secretaria de Educação, Tânia Lima Theodoro, é uma das responsáveis pela iniciativa, sob a coordenação da diretora pedagógica, Adriana Capicotto. Tânia explica que o foco do projeto é o fomento à arte, disciplina presente no currículo escolar, com interdisciplinaridade com outras matérias. Conforme a formadora, as visitas são gratuitas, tanto para os alunos como para os professores que os acompanham. O transporte é da própria secretaria e são oferecidos lanches, da merenda escolar, para as crianças.

 “O acesso aos bens culturais é o meio de sensibilização pessoal que possibilita ao aluno apropriar-se de múltiplas linguagens, tornando-o mais aberto para a relação com o outro e favorecendo a percepção de identidade e de alteridade, oportunizando a ampliação do repertório cultural e artístico dos alunos”, explica Tânia. Segundo ela, o intuito é promover momentos de vivência nesses espaços que devem ser vistos como “espaços destinados à construção e disseminação do conhecimento na sociedade”.

 Tânia salienta que, antes da visita, o professor da disciplina de arte desenvolve com os alunos conteúdos referentes às artes visuais, museu, espaços culturais, obras de arte, e seus autores, elementos formais presentes na obra, observação e reflexão do contexto histórico em que a obra está inserida. Os alunos também falam sobre o que esperam da visita e na volta, contam como foi a experiência. Em março, 80 crianças da Emeief Prof. Noedir Tadeu Santini realizaram uma visita ao museu. Na próxima semana, será a vez dos alunos da Emeief José Justino Castilho. “Essa iniciativa tem proporcionado um impacto muito grande na educação”, comenta Tânia.

 De acordo com a formadora, a visita ao museu é realizada com o acompanhamento de um educador da Pinacoteca, que conduz um diálogo com os alunos e explora os significados atribuídos às obras e aos aspectos técnicos, formais e contextuais. “Também são realizadas propostas poéticas, atividades lúdico-educativas que visam concretizar, tornando vivenciais, os conteúdos tratados nas leituras de imagem, que podem ser feitas no próprio espaço expositivo ou nos pátios do museu”, destaca. Segundo Tânia, muitas crianças não têm acesso a esse tipo de conteúdo e, com as visitas ao museu, os vivenciam, desenvolvendo o senso crítico, a apreciação e reflexão que esses espaços culturais proporcionam.

 O secretário de Educação, André De Francesco, comenta que toda ação prática que coloca o aluno como protagonista na busca pelo conhecimento é importante. “Em alguns casos, temos, na rede, alunos cujo único contato com outras linguagens culturais se dá apenas pela intervenção da escola. A vivência é um grande diferencial para o desenvolvimento na vida de todos”, afirma. “Essa é uma preocupação constante na nossa gestão: criar oportunidades para promover a equidade na educação pública.” (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários