Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 9 de abril de 2019

Compartilhe

 No ano passado, as entidades sindicais também auxiliaram o município no combate à dengue

 Dando sequência às ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, a Prefeitura de Limeira está preparando mais um dia de mobilização. Agora, com o apoio dos sindicatos dos trabalhadores e patronais. Na segunda-feira (08), representantes das entidades se reuniram com o prefeito Mario Botion para tratar do avanço da dengue. Atualmente, Limeira contabiliza 115 casos da doença. “Já fizemos megamutirões envolvendo os servidores municipais, voluntários e igrejas. O nosso objetivo é reunir os sindicatos, empresas e trabalhadores. Desenvolver ações de conscientização”, comenta o chefe do Executivo.

 No dia 17 deste mês, todos estarão envolvidos em colocar em prática medidas de eliminação dos criadouros do mosquito – será o “Dia D”. A ideia é divulgar informações, bem como checar os espaços em que trabalham. “Temos que olhar dentro de nossas casas, mas também é nossa obrigação verificar as condições das fábricas. As ações devem ser em conjunto”, disse o presidente Artur Bueno Júnior, da USTL (União Sindical dos Trabalhadores de Limeira). Ele relembra que na epidemia de quatro anos atrás, os prejuízos para a economia local foram grandes. “A maior preocupação é com a vida e a saúde do trabalhador. Porém, não podemos nos esquecer que, em 2015, o setor de alimentação registrou 3% de afastamento por causa da dengue”, cita.

 No ano passado, as entidades sindicais também auxiliaram o município no combate à dengue. E, neste ano, foram novamente convidadas. “Estamos fazendo atividades com públicos diferentes. Existe essa necessidade de chegarmos a todos os pontos da cidade. A dengue está avançando em todo o Estado de São Paulo”, fala o prefeito. Em Limeira, a prevenção é feita ao longo do ano todo – independente da estação. Os imóveis – residenciais, comerciais e industriais – são vistoriados pelos agentes da saúde. Os munícipes, no entanto, não precisam aguardar a visita da Divisão de Controle de Zoonoses. Dez minutos, uma vez por semana, são suficientes para eliminar os criadouros do mosquito. E essa busca deve ser feita durante o ano todo – seja na primavera, verão, outono ou inverno.

 Além dos representantes dos sindicatos, também participaram da reunião a chefe de Divisão de Controle de Zoonoses, Pedrina Aparecida Rodrigues Costa e o diretor de Vigilância em Saúde, Alexandre Ferrari. Materiais informativos de prevenção à dengue serão repassados pela prefeitura às entidades sindicais. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários