Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 21 de julho de 2020

Compartilhe

 Doações da campanha Limeira Solidária e do Banco de Alimentos também estão sendo destinadas a essas instituições

 A Prefeitura de Limeira, por meio do Ceprosom e da Secretaria de Saúde, tem reforçado os cuidados com os idosos abrigados em Limeira. As entidades que atuam nessa área ganharam neste mês recursos extras para a compra de alimentos, EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e demais ações para o enfrentamento ao novo coronavírus. Os repasses do município totalizaram R$ 332,4 mil.

 Doações da campanha Limeira Solidária e do Banco de Alimentos também estão sendo destinadas a essas instituições. Desde o início da pandemia, foram encaminhados 6.680 quilos de carne, hortifrúti e demais gêneros alimentícios, além de produtos de limpeza e de higiene pessoal.

 Há três meses, o Asilo João Kühl Filho, o Recanto dos Idosos e o Cantinho do Vovô são contemplados diariamente com meio litro de leite por idoso, com o objetivo de reforçar a alimentação. Nesta semana, as três instituições, mais a Vila Dignidade, receberão 312 latas de Nutren, um suplemento alimentar.

 “Além da preocupação com os idosos abrigados, também nos preocupamos muito com os demais idosos e pedimos a seus familiares que os ajudem em suas necessidades cotidianas, para que eles não circulem pela cidade”, destacou o prefeito Mario Botion.

 TESTES

 A Secretaria de Saúde vem dispensando atenção especial aos idosos e aos trabalhadores das instituições de longa permanência. Todos os abrigados e funcionários já realizaram o teste rápido para identificação do Covid-19.

 Além disso, a Divisão de Vigilância Sanitária (Visa) iniciou em abril uma ação para identificar possíveis casos de coronavírus nesses locais. Semanalmente, as entidades devem enviar à Visa uma planilha com dados da aferição de temperatura de todo o contingente. Se houver suspeita, o idoso deve permanecer em uma sala de isolamento na própria instituição ou conforme o caso, ser encaminhado imediatamente aos serviços de saúde. Se a suspeição recair sobre algum trabalhador, ele ficará afastado por 14 dias.

 Desde o início de maio, a Visa também intensificou a fiscalização em todos os abrigos da cidade e na Vila Dignidade. Nessas vistorias, os fiscais analisam o cumprimento das medidas relacionadas à higiene e ao distanciamento social, ao uso correto de EPIs, à disponibilidade de suprimentos para higienização das mãos, bem como a existência de alguma intercorrência de saúde. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários