Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 11 de agosto de 2020

Compartilhe

 Em maio, os quatro primeiros aparelhos foram instalados. Hoje, são 16

 A Prefeitura de Limeira investiu mais de R$ 205 mil na aquisição de equipamentos de alta tecnologia para evitar a propagação do novo coronavírus em ambiente hospitalar, por meio de pressurização negativa. Em maio, os quatro primeiros aparelhos foram instalados. Hoje, são 16. Os equipamentos reduzem a quantidade de vírus em circulação no ambiente onde estão internados, segundo análise de especialistas.

 Nove desses aparelhos foram instalados na UTI 1, onde tem 22 leitos. Outros dois aparelhos estão na UTI 2, com 8 leitos e mais dois foram instalados na UTI 3, com 10 leitos. Na enfermaria, estão mais dois equipamentos.

 Um sistema de exaustão mantém a pressão do ar dentro do quarto abaixo dos demais ambientes. O ar contaminado, depois de passar por um filtro de alto desempenho e por lâmpadas ultravioleta, é descartado com total segurança no ambiente externo, sem os elementos contaminantes. Isso reduz a possibilidade de contágio dos profissionais de saúde que mantêm contato com o paciente.

 A tecnologia foi desenvolvida pelo hospital Albert Einstein e pela Enebras, empresa especializada em soluções de ar condicionado para a área da saúde, com apoio da Embraer. O primeiro equipamento começou a operar no Albert Einsten no final de fevereiro, e atualmente, outros hospitais de referência nacional também adotaram a tecnologia. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários