Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 14 de agosto de 2020

Compartilhe

 O investimento estimado é de R$ 203 milhões

 O Serviço Social do Comércio (Sesc) dará largada para as obras de uma unidade em Limeira no início de 2021. Etapas do projeto e detalhamentos das etapas que envolvem a construção do complexo foram apresentados nesta sexta-feira (14), durante coletiva online realizada conjuntamente entre o Sesc e a Prefeitura.

 O diretor regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, fez uma ampla apresentação do projeto da unidade e também das etapas que faltam para que a estrutura seja viabilizada. O secretário Tito Almirall (Desenvolvimento, Turismo e Inovação), falou do trabalho que a Prefeitura vem realizando para a execução do projeto. O diretor do Sindicato do Comércio Varejista de Limeira (Sicomércio), Rogério Delmondi, falou dos benefícios para a cidade.

 A atual administração vem atuando desde 2017, no sentido de oferecer todas as condições para que a unidade de Limeira seja construída. Nesses três anos, inúmeras reuniões foram realizadas entre a Prefeitura e dirigentes da entidade.

 O Sesc será construído às margens da Via Luiz Varga (trecho do Anel Viário), em um terreno doado pelo município. Aos fundos dessa área fica o Conjunto Habitacional Olindo de Lucca.

 PROJETO

 Entre setembro e dezembro, o Sesc pretende concluir as fases de projetos e de orçamento base. Em janeiro, a obra será licitada e a construção está prevista para ser concluída em fevereiro de 2025. O investimento estimado é de R$ 203 milhões.

 O projeto de construção prevê um teatro para 300 lugares, um anfiteatro externo, espaços de convivência, biblioteca para 3 mil exemplares, quatro salas de múltiplo uso, espaço de tecnologia e artes, exposições, programas Curumim e Juventudes, Odontologia com quatro consultórios, um cirúrgico e espaço para RX, Comedoria – lanchonete com pratos porcionados, duas salas de atividades físicas, ginástica multifuncional, ginásio poliesportivo, conjunto aquático coberto e descoberto, uma praça livre, espaços de brincar, interno e externo, áreas técnicas e de apoio, além de certificação ambiental do edifício.

 Haverá no interior do prédio uma travessia de pedestres entre a Via Luiz Varga e a Rua João Ciarrochi, através da praça central da unidade.

 O Sesc já vem realizando projetos ambientais ao lado da área de construção da unidade. O projeto prevê a recuperação da mata ciliar, conservação da biodiversidade e equilíbrio do ecossistema. Estão sendo plantadas, por exemplo, três mil mudas de árvores da Mata Atlântica. Todo esse trabalho ambiental foi iniciado em dezembro de 2019 e o término previsto é para dezembro de 2024

 LEIS

 Segundo o secretário de Urbanismo, Matias Razzo, com base em tratativas feitas com o Sesc, dois projetos de lei terão que ser submetidos à Câmara, para sequência das etapas de implantação da unidade. Uma delas é um projeto de prorrogação de prazos estipulados com a doação do terreno. Haverá a extensão de mais um ano de prazo para que a obra seja concluída, no caso fevereiro de 2025.

 O outro dele trata de lei específica para a construção da unidade, a partir de alteração feita no Plano Diretor do Município, que determinou a região onde se encontra a área como Zona de Intervenção Estratégica. O novo projeto de lei terá antes de ser submetido à Câmara ser aprovado pelo Complan (Conselho Municipal de Planejamento). O Sesc apresentará contrapartidas para o município, como obras no trânsito naquela região.

 Arquitetos e técnicos do Sesc também participaram da coletiva. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários