Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 25 de agosto de 2020

Compartilhe

 36 voluntárias confeccionam máscaras de proteção social para doação

 Voluntária há três anos da Central de Voluntários, do Fundo Social de Limeira e Ceprosom (Centro de Promoção Social Municipal), Luisa Santos Cardozo, de 44 anos, transformou o talento para a costura em solidariedade. Ela faz parte do grupo de 36 voluntárias que confeccionam máscaras de proteção social para doação. O trabalho faz parte da campanha Limeira Solidária – Todos a favor da vida. A iniciativa é realizada pela Prefeitura, por meio do Fundo Social de Limeira e do Ceprosom, com o objetivo de ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade decorrente da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).”Já perdi as contas de quantas máscaras fiz. Fico muito feliz em colaborar com o meu trabalho, ainda mais em um momento como este”, afirma Luisa.

 O trabalho dessas voluntárias começou em abril e os materiais para a produção foram doados por confecções, empresas parceiras, sociedade civil, e adquirido pelo município. As máscaras são de TNT ou tricoline.

 As voluntárias recebem o material para a produção em casa para evitar a circulação de pessoas e para prevenir a contaminação do coronavírus. Depois que as máscaras estão prontas, uma equipe monta kits com o equipamento de segurança e material orientativo sobre como utilizar a máscara de maneira correta, assim como higienizá-la.

 “A campanha Limeira Solidária foi uma ferramenta para a pessoa que já tem essa alma voluntária contribuir com a população. Servimos de ponte entre aqueles que podem colaborar e aqueles que precisam de ajuda”, destaca a assessora da Proteção Básica do Ceprosom, Ana Simões.

 Até esta semana, foram produzidas e distribuídas 59.066 máscaras. Todas as peças seguem os critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS). As doações estão feitas aos Cras (Centros de Referência da Assistência Social) e centros comunitários, à população em situação de rua, Guardas Civis Municipais (GCM), aos servidores públicos que estão na linha de frente no combate e enfrentamento da Covid-19 e profissionais que realizam o atendimento ao público.

 VOLUNTARIADO

 A produção de máscaras de proteção também conta com a ajuda de ex-alunas do curso de Corte e Costura do Fundo Social de Limeira e do Ceprosom, de voluntárias que se cadastraram durante a pandemia, de idosas dos grupos da Terceira Idade, além da parceria de confecções e costureiras profissionais. “Fomos procuradas por várias pessoas que quiseram aprender a costurar para ajudar na confecção das máscaras. Produzi mais de seis mil para a Santa Casa de Limeira, estou muito satisfeita em colaborar”, ressalta a professora do curso de Corte e Costura, Arlete Zorzo.

 As voluntárias continuam confeccionando máscaras de proteção. Quem quiser colaborar com a iniciativa, ou apoiar a campanha com a doação de insumos (TNT gramatura 40, tricoline, algodão e látex) deve ligar no telefone 3404-6215. As famílias que precisam de máscara ou outro tipo de doação devem ligar no centro comunitário ou Cras mais próximo. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários