Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 27 de agosto de 2020

Compartilhe

 O intuito do grupo, desde o início, foi de evitar o “esperar para ver o que acontece” ou encaminhar ações sem planejamento

 Um dos desafios da pandemia do coronavírus está na área de educação, principalmente na garantia de aprendizado aos alunos que estão sem aulas presenciais desde meados de março deste ano. É por isso que a Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Educação, ainda em março, iniciou a construção do Plano Adaptativo, que desenvolve medidas de enfrentamento a esses desafios impostos pela Covid-19.

 O Comitê Operativo de Emergência Educacional Municipal (COEEM), constituído em março, por representantes das equipes técnicas de cada setor da Secretaria de Educação e representantes da direção escolar por segmento (educação infantil, fundamental e EJA) é responsável pela construção do plano. A coordenação é do secretário André De Francesco e o comitê se divide em grupos de trabalho com atribuições específicas.

 Conforme o secretário, o intuito do grupo, desde o início, foi de evitar o “esperar para ver o que acontece” ou encaminhar ações sem planejamento. “Por isso, criamos o comitê que organizou o Plano Adaptativo, sempre buscando coerência com as diretrizes pedagógicas da secretaria e fundamentação legal para dar suporte às ações, gerando um trabalho colaborativo e intencional”, explica Francesco.

 O Plano Adaptativo contempla “ações-meio” que dão suporte aos encaminhamentos pedagógicos envolvendo normatização legal em função da suspensão de aulas, estruturação e organização de recursos humanos, contratos e entrega de kits compostos por gêneros alimentícios da merenda escolar; e “atividades-fim”, voltadas à aprendizagem dos estudantes da rede municipal.

 “É um momento delicado para todos e exige a tomada de ação de maneira assertiva e rápida. Todo o trabalho realizado pelas equipes que compõem o Comitê dão suporte para que nossos estudantes não parem de aprender”, observa a diretora pedagógica da pasta, Adriana Dibbern Capicotto. “São várias ações que têm o mesmo fim: possibilitar o aprendizado das nossas crianças, mesmo em tempos de tantas dificuldades.”

 Nesse aspecto, por exemplo, está o planejamento e logística necessários à organização de kits compostos por gêneros alimentícios da merenda escolar, disponibilizados aos estudantes da rede municipal, de acordo com legislação específica – até o momento, foram quatro entregas, inclusive com o oferecimento de transporte para famílias da área rural; e organização da escala de trabalho da equipe gestora e administrativa das escolas para desenvolvimento das ações.

 ATIVIDADES-FIM

 As “atividades-fim” são ações e encaminhamentos planejados pela secretaria e que contribuem par a manutenção dos estudos e aprendizagem dos estudantes. Esse trabalho foi organizado a partir do modelo híbrido, dentro de dois eixos. O primeiro trata do uso de recursos tecnológicos. São quatro ferramentas utilizadas: Plataforma Mangahigh, com games de conteúdos matemáticos; Perguntando/Aluno, quiz de conhecimentos gerais; Perguntando/Histórias, com vídeos de histórias e quiz; e Portal de Aprendizagem Interativa (PAI) com diferentes recursos.

 KITS PEDAGÓGICOS

 O segundo eixo está atrelado aos roteiros de orientação e estudos, que são os kits pedagógicos, com materiais impressos, distribuídos para cada estudante. Na educação infantil e especial, a ênfase é na orientação aos familiares sobre o desenvolvimento infantil, estruturação de rotinas e a importância da ludicidade. No Ensino Fundamental e EJA, são entregues roteiros de estudo com atividades complementares para cada área do conhecimento.

 Por exemplo, para a educação infantil, além da orientação, os pais recebem um livro de literatura com roteiro de leitura; na educação fundamental, os alunos também recebem um conjunto de livros didáticos, bem como um livro de literatura com roteiro de leitura; os alunos da EJA também recebem um livro de literatura; e educação especial, roteiro de orientação aos familiares e um livro de literatura.

 FORTALECIMENTO

 Outro foco do planejamento do Plano Adaptativo é o fortalecimento de vínculos e incentivo às práticas de estudo. Um projeto em destaque é o “Mosaico de fotos”, dentro do portal da secretaria, que estimula o compartilhamento de fotos enviadas pelos familiares quando os alunos estão no momento do estudo em casa (o acesso pode ser feito pelo link: https://www.smelimeira.com.br/mosaico/mosaico.php).

 Nesse mesmo aspecto, a pasta conta com 35 assistentes sociais, que atuam nas escolas para garantir o acesso e a permanência com qualidade. No período de suspensão, elas atuam em ação complementar de orientações às famílias para o acompanhamento das atividades dos kits pedagógicos e para o cuidado dos integrantes da família neste período de isolamento social; na produção de orientações para fortalecimento de vínculos familiares; e teleatendimento para acolhimento e orientação das famílias.

 Outros projetos da secretaria são o “Ô de Casa!”, que consiste no envio, via WhatsApp, de áudios com orientações e dicas sobre aspectos emocionais, físicos, de proteção e pedagógicos. Também são realizados webinários, com temas e profissionais diversificados. Os pais também contam com a plataforma Perguntando-Família, que é um quiz para aproximar familiares e unidades escolares.

 FORMAÇÃO

 Mesmo à distância, a preocupação da atual administração, conforme Francesco, é seguir com o processo de formação permanente dos docentes e profissionais de educação da rede municipal. Durante a pandemia, a pasta tem à disposição o Perguntando-Pedagógico, com questões sobre conhecimentos pedagógicos e legislação educacional direcionadas aos professores. E também indica cursos, como o AVAMec, PVE e o Trilhas.

 Além disso, a pasta desenvolveu o PerForme, dentro da Plataforma SME, que compreende uma trajetória formativa temática composta por vídeos de orientação e estudo; indicação de leitura de texto-base; análise de práticas pedagógicas, questões para reflexão e verificação da apropriação do conteúdo trabalhado e proposição de um encaminhamento pedagógico pertinente ao tema. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários