Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 3 de setembro de 2020

Compartilhe

 A medida vale para todos os níveis de educação, ensino infantil, fundamental, médio e superior, com exceção das aulas práticas dos cursos da área de saúde

 A Prefeitura de Limeira anunciou nesta quinta-feira (3) que as aulas presenciais nas redes de ensino pública e privada não serão retomadas neste ano. A medida vale para todos os níveis de educação, ensino infantil, fundamental, médio e superior, com exceção das aulas práticas dos cursos da área de saúde. Segundo os secretários André De Francesco (Educação) e Vitor Santos (Saúde) o objetivo é evitar uma segunda onda de contaminação pelo coronavírus na cidade.

 Além do risco de transmissão da doença nas escolas, crianças e jovens poderiam ser “vetores” do coronavírus, contaminando seus familiares. A preocupação com a saúde de todos os profissionais que atuam na rede, como professores, monitores, merendeiras, entre outros, também foi levada em consideração pela atual administração.

 Apesar de o Governo Estadual autorizar o retorno das aulas presenciais a partir da próxima semana (para atividades de acolhimento e recuperação), a decisão da prefeitura baseou-se em uma série de indicadores, como velocidade de contaminação, ocupação da rede hospitalar e inquérito sorológico.

 E ainda, a avaliação do Grupo Técnico de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, que nas últimas três semanas debruçou-se sobre o tema. O grupo é formado pelo Executivo e por diretores dos hospitais públicos e privados do município e foi criado ainda em março para acompanhar a evolução da pandemia e auxiliar na tomada de decisões.

 Paralelamente às questões técnicas, a Administração Municipal reuniu-se nos últimos dias com representantes do sindicato dos professores e de escolas particulares, para acolher as demandas de todos os setores educacionais afetados pela pandemia.

 Outro dado relevante para manter exclusivamente a educação remota foi uma pesquisa realizada com familiares de alunos da rede municipal. Das 10 mil pessoas que responderam ao levantamento, 88% manifestaram-se contra o retorno das aulas presenciais agora em 2020. “Diante de todas essas informações, optamos tecnicamente pela suspensão das aulas presenciais”, afirma Francesco. A decisão também vale para cursos de inglês, escolas de informática, entre outros.

 O secretário destaca que toda a estrutura desenvolvida pela rede municipal para dar continuidade ao aprendizado remoto seguirá operando. O ensino à distância inclui a distribuição de kits de alimentos, kits pedagógicos, atividades on-line e o acompanhamento de alunos e seus familiares por meios digitais. Quanto à validação do ano letivo, ele informa que serão considerados oito ciclos que se estenderão até 2021, quando o aluno poderá recuperar conteúdos e ser avaliado.

 Vitor Santos, por sua vez, observa que o coronavírus apresenta comportamento mutante e tem se manifestado de maneira distinta pelo país. Algumas cidades, ele afirma, já passaram pelo pico de contaminação, em outras, a epidemia está começando agora.

 Em Limeira, embora a velocidade de novos casos tenha caído em agosto, ele salienta que esse quadro ainda não está estabilizado, e portanto, não permite a retomada segura das aulas. Conforme o secretário, não se sabe ao certo como será a difusão da doença entre crianças e adolescentes, considerando-se que o inquérito sorológico realizado pelo município na semana passada testou pessoas acima de 15 anos.

 Vitor Santos enfatiza que as crianças menores (até 6 anos) estão mais vulneráveis ao agravamento da doença. Nessa faixa etária também há maior dificuldade de evitar o contato físico entre os alunos. Somado a isso, ele destaca que o retorno às aulas presenciais transformaria tanto crianças quanto adolescentes em “vetores” do coronavírus, levando a doença para o ambiente doméstico. “O retorno às aulas nesse momento possibilitaria uma segunda onda de contaminação, como tem acontecido em países da Europa”, conclui. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários