Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 16 de setembro de 2020

Compartilhe

 Inscritos no Bolsa Família e no Cadastro Único podem participar das oportunidades do programa Progredir

 Ofertas de emprego, cursos de qualificação e apoio ao empreendedorismo. O programa Progredir, do Ministério da Cidadania, está com 14 mil vagas abertas, de forma virtual, para pessoas que são atendidas pelo Bolsa Família e estão inscritas no Cadastro Único. São postos de emprego para comércio, indústria, construção civil e transporte, entre outras áreas. A maior parte das oportunidades não exige experiência e alto nível de escolaridade.

 De acordo com a coordenadora-geral de Mobilidades e Parcerias do Ministério da Cidadania, Alessandra Xavier Nunes, a iniciativa estimula a geração de emprego e renda, além de dar autonomia aos beneficiários de programas sociais. “O Progredir é resultado de uma articulação que envolve parceiros públicos e privados para promover a inclusão produtiva do público do Cadastro Único”, afirmou.

 O programa também apoia o empreendedorismo e investe em qualificação profissional, disponibilizando centenas de cursos nas mais diversas áreas. “Tudo isso é para contribuir, para fortalecer capacidades individuais e gerar independência socioeconômica”, disse a coordenadora. “O Progredir assume um papel primordial de recolocação dessas pessoas no mundo do trabalho, que a gente acredita que é onde elas realmente querem ficar”, completou.

 Como participar

 Além de participar do Bolsa Família e do Cadastro Único, o interessado deverá fazer o registro no portal do Progredir com seu CPF. A ferramenta de cadastro permite elaborar um currículo, de forma rápida e simples. O documento fica disponível a empresas parceiras.

 Eixos do Progredir

 Coordenado pela Secretaria de Inclusão Social e Produtiva do Ministério da Cidadania, o Progredir atua de forma conjunta e integrada em três eixos:

 – Intermediação de mão de obra: ferramenta para elaboração de currículos, identificação do perfil dos candidatos, cruzamento dos perfis dos candidatos e das vagas de emprego oferecidas por empresas parceiras, encaminhamento para o mercado de trabalho;

 – Qualificação profissional: cursos gratuitos profissionalizantes, educação financeira e inclusão digital;

 – Empreendedorismo (MEI): concessão de microcrédito para as famílias do CadÚnico investirem em pequenos negócios, e assistência técnica e inclusão financeira para trabalhadores autônomos inscritos no Cadastro. (Da redação portal Notícia de Limeira)

 Imagem: Divulgação / Governo Federal


Compartilhe

Comentários

comentários