Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 25 de setembro de 2020

Compartilhe

 É a primeira vez que Limeira terá um plano efetivo para a mobilidade urbana, como manda a Lei nº 12587, de 2012, que estabelece Diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana

 Com a aprovação do Projeto de Lei Complementar Nº 7/2020, que trata do Plano de Mobilidade Urbana de Limeira, pela Câmara nesta quinta-feira (24), o próximo passo é a sanção da norma. O Legislativo tem prazo de 10 dias úteis para enviar o autógrafo, que é o documento assinado pela Mesa Diretora. Posteriormente, o Município tem 15 dias para sancionar a lei.

 Com a formalização destes trâmites, o plano de mobilidade será utilizado para inúmeras ações do Executivo nos próximos anos, como para melhorias no trânsito de toda a cidade, das vias públicas, acessibilidade, entre outras ações que visam melhorar a qualidade de vida dos que se locomovem por meio de veículos e também pedestres.

 É a primeira vez que Limeira terá um plano efetivo para a mobilidade urbana, como manda a Lei nº 12587, de 2012, que estabelece Diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana.

 PRINCIPAIS PONTOS

 Entre os principais tópicos do plano de mobilidade, estão a pesquisa de origem e destino com a participação de 2,8 mil pessoas; avaliação e melhoria e todo sistema viário; ampliação das ciclofaixas e ciclovias; padronização das calçadas de toda a cidade; criação de rotas integradas na região central; expansão do anel viário; criação do rodoanel e do novo Terminal Rodoviário; avaliação de todos os meios de transporte – ônibus, táxi, por aplicativo e mototáxi; reestruturação da malha viária no município; transporte coletivo com informações para licitação de nova empresa concessionária; criação de corredores de ônibus; expansão das linhas e padronização dos pontos de transporte coletivo. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários