Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 13 de outubro de 2020

Compartilhe

 Vizinho teria se irritado com volume do som da chácara

 Uma desinteligência entre vizinhos terminou com uma arma de fogo apreendida na noite desta segunda-feira (12) na área rural de Limeira. Segundo informações registradas no Boletim de Ocorrência (B.O.), os Guardas Civis Municipais (GCMs) Wellington e Jean foram acionados via Centro de Operações Integradas (Copi) a comparecerem na Estrada da Servidão, no Bairro Lajeado. O Notícia de Limeira noticiou o fato na noite de ontem (12).

 Ao chegarem no local, os GCMs conversaram com um homem de 48 anos que também é Guarda e atua na cidade de Santa Bárbara d’Oeste. O GCM informou que um vizinho da chácara onde ele e colegas estavam, de 51 anos, teria feito disparos de arma de fogo em sua direção. Ele explicou que havia ocorrido uma desavença entre o vizinho e as pessoas presentes na chácara, onde estava ocorrendo uma confraternização, devido ao volume do som e também por um outro homem, de 49 anos, que estava junto com o vizinho, ter jogado vezes na piscina da chácara.

 O GCM relatou que estava participando da confraternização. O Guardas Wellington e Jean foram até a chácara vizinha onde estaria o atirador. No local, os Guardas foram recebidos pelos homens de 49 e 51 anos. Questionados, a princípio ambos teriam negado o disparo de arma de fogo, porém o homem de 49 anos teria dito posteriormente que atirou para se defender do GCM.

 Os GCMs encontraram dentro da chácara uma carabina Winchester calibre 454 jogada em uma área de mata, com nove munições do mesmo calibre. O homem de 51 anos teria dito que durante a discussão com o GCM, teria desferido uma cabeçada e fugiu, pois o GCM teria sacado uma arma. A perícia foi acionada até o local e deverá emitir um laudo técnico da ocorrência. As partes foram encaminhadas ao plantão policial de Limeira e liberadas após registro da ocorrência. A arma ficou apreendida. (Rafael Coelho)


Compartilhe

Comentários

comentários