Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 19 de outubro de 2020

Compartilhe

 Os participantes foram selecionados por sistema informatizado da Secretaria de Saúde de forma aleatória em que todas as regiões do município fossem contempladas

 O segundo inquérito sorológico realizado pela Prefeitura de Limeira, com o suporte voluntário da Limite Pesquisas entre os dias 12 e 17 de outubro, mostra que o percentual da população que está ou esteve com Covid-19 é de 28,8%. Considerando a margem de erro de, no máximo, 3% e intervalo de confiança de 95%, estima-se que aproximadamente 70.550 moradores de Limeira, com idade igual ou superior a 15 anos, tenham se contaminado.

 Neste segundo inquérito, foram realizados 1.074 exames sorológicos. Os participantes foram selecionados por sistema informatizado da Secretaria de Saúde de forma aleatória em que todas as regiões do município fossem contempladas.

 A cidade foi dividida em seis áreas, onde o ônibus Saúde Sobre Rodas esteve durante os dias da coleta de amostras. O estudo mostrou pessoas positivadas em todas as regiões, mas a 6 e a 4 tiveram o maior percentual de confirmados.

 A região 6 é a do entorno do Parque Nossa Senhora das Dores, com 41,4% de positivados. A área 4 é das imediações do Jardim do Lago, Aeroporto, Santa Eulália, onde 32,5% tiveram confirmação.

 ENCAMINHAMENTOS

 Os participantes receberam o resultado dos testes, com o laudo, em até 48 horas depois da coleta de amostras – os que participaram no último sábado receberão os laudos a partir de hoje. Os 310 positivados também receberam ligação de profissionais da Secretaria de Saúde.

 Todos foram orientados sobre os cuidados que deveriam ter, mesmo sem apresentar sintomas. Alguns tiraram dúvidas. Outros tiveram consultas agendadas no Ambulatório de Referência Coronavírus (ARC). Todos foram alertados sobre a necessidade de buscar atendimento na Unidade de Referência de Coronavírus (URC) ao identificar os sinais da doença.

 DESACELERAÇÃO COM ALERTA

 No estudo anterior, realizado em agosto, o percentual de pessoas positivadas foi de 14,6%. A variação do resultado entre um estudo e outro foi de 28,8%.

 Alexandre Ferrari, diretor de Vigilância em Saúde, e Camila Rezende, diretora da Atenção Primária à Saúde, explicam que, apesar do evidente maior número de contaminados neste momento, ainda não é possível falar em imunidade coletiva. “Com maior número de pessoas que já tiveram contato com o vírus, há influência direta na menor velocidade da contaminação, o que não significa que ela deixará de acontecer. A contaminação existe e não pode ser desconsiderada a possibilidade de novos picos da doença com risco de retrocesso nas fases de flexibilização do Plano São Paulo”.

 Os dados foram apresentado na manhã desta segunda-feira (19) aos integrantes do Grupo Técnico, que dão suporte às decisões do município nesta pandemia. O resultado deverá nortear ações.

 Um terceiro inquérito sorológico é planejado para ser realizado no final do ano. Desta vez, com a participação de menores de 15 anos e professores que deverá, junto com outros fatores preponderantes do momento, subsidiar estratégias futuras.

 Maioria não tinha sintomas e tem entre 50 e 59 anos

 Diferentemente das pessoas que tiveram confirmação da doença porque procuraram uma unidade de saúde devido a sintomas que apresentaram, as que participaram do estudo foram convidadas aleatoriamente e, no momento em que realizaram o teste, não tinham sinais. Este era um dos objetivos do inquérito sorológico: obter estimativa de pessoas que já tiveram contato com o vírus e foram assintomáticas.

 Na análise estratificada, o inquérito sorológico mostrou que, dos que testaram positivo, 30,3% são mulheres. Todas as faixas-etárias tiveram índice próximo de contaminação, com destaque para os que têm entre 50 e 59 anos: 34,6%.

 Também foi analisada a escolaridade. Dos que confirmaram, 30,4% têm ensino fundamental; 30,9% têm ensino médio e 25,4% possuem ensino superior.

 Metodologia utilizada no estudo

 A metodologia utilizada pela Limite Pesquisas foi por amostragem probabilística aleatória simples (AAS), que permitiu que todos os moradores de Limeira, com 15 anos ou mais, tivessem a mesma probabilidade de participar. A seleção foi feita por sistema informatizado, que eliminou a subjetividade da amostra.

 De acordo com a projeção populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020, há 244.950 moradores de Limeira com idade igual ou superior a 15 anos.

 Houve faltas de pessoas que receberam o contato de servidores da Secretaria de Saúde, mas os profissionais responsáveis pelo estudo afirmam que o resultado não foi comprometido. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários