Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 18 de novembro de 2020

Compartilhe

 Três foram presos após pagarem R$ 196 em uma compra de mais de R$ 3 mil

 Duas mulheres, de 36 e 21 anos e um jovem, de 21 anos, foram presos na tarde desta terça-feira (17) acusados de furtarem um supermercado no Parque Egisto Ragazzo, em Limeira. Segundo informações registradas no Boletim de Ocorrência (B.O.),supervisores do estabelecimento perceberam nos últimos 3 meses, uma diferença no estoque de R$ 29.000,00, que foi constatada pelo setor de inventário, que é responsável pelo estoque do supermercado. Durante análise, eles observaram que os produtos faltantes, passavam no caixa de uma funcionária, de 36 anos, que é peruana.

 Na última quinta-feira (15), eles constataram que os produtos relacionados como faltantes no inventário por coincidência estavam no carrinho de um cliente. Porém, naquela ocasião, eles não interviram, pois não tinham certeza se os clientes estavam participando de algo ilícito. Ao verificarem o extrato no sistema de vendas, não constava a venda dos produtos que haviam passado pelo caixa da funcionária.

 Ainda de acordo com o B.O. no domingo (15), os mesmo clientes retornaram a loja. Ao passarem a mercadoria no caixa da mesma funcionária, a equipe do supermercado percebeu que a funcionária simulava passar os produtos, mas não os registrava no caixa do mercado. Após verificarem as imagens de câmeras de segurança, os supervisores constataram que os produtos que passaram pelo caixa totalizavam o valor de R$ 3.500,00, embora os registros na nota fiscal se deram no valor de R$ 69,00 e R$ 85,00.

 Ontem (17), quando o mesmo casal de clientes retornou ao supermercado, a equipe de segurança passou a monitorá-lo. O casal encheu três carrinhos com mercadorias e se dirigiu até o caixa da mesma funcionária. A mulher agiu do mesmo modo, simulando a passagem das mercadorias. A Polícia Militar (PM) foi acionada e após o casal sair do estabelecimento, a equipe de segurança, juntamente com o PM, abordou o homem a mulher.

 Ao verificarem as notas fiscais da compra, os valores constavam muito abaixo da quantidade de mercadorias, sendo que a compra estava avaliada em R$ 3.263,65 e na nota fiscal constava apenas R$ 196,64. A funcionária do supermercado foi questionada e teria admitido que havia sumulado a passagem das compras e que estaria sendo ameaçada pelo casal. Foi constatado que a jovem que realizava as compras, seria sócia de uma pizzaria no Parque Belinha Ometto, em Limeira.

 O casal e a funcionária do supermercado foram encaminhados ao plantão policial de Limeira, onde a ocorrência foi registrada e permaneceram presos à disposição da justiça. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários