Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 2 de dezembro de 2020

Compartilhe

 O teste é indicado para crianças a partir do ensino fundamental – acima dos seis anos de idade

 Em reunião com representantes de escolas particulares e estaduais, o prefeito Mario Botion anunciou a testagem de alunos das redes municipal, estadual e particular. O teste é indicado para crianças a partir do ensino fundamental – acima dos seis anos de idade. A testagem, no entanto, requer autorização dos pais ou responsáveis.

 De acordo com os secretários de Educação, André De Francesco, e de Saúde, Vitor Santos, os exames sorológicos, e de formato rápido, serão iniciados este mês. “Logo após o término dos testes dos professores”, explicam. A testagem de educadores e funcionários da rede de ensino está em andamento. “Já testamos mais de 40 mil pessoas na cidade, e esses inquéritos sorológicos servem para mostrar a situação do nosso município. Além dos testes, temos tomado uma série de medidas importantes, as quais têm colocado Limeira como referência nacional no combate ao coronavírus”, observa o prefeito.

 Os testes em estudantes serão aleatórios. A Limite Consultoria e Pesquisas de Marketing é quem vai elaborar o modelo estatístico gratuitamente, assim como já fez em outras testagens feitas pelo município. O primeiro inquérito sorológico resultou em cerca de 15% de positividade, e o segundo foi de 30%. “Um terceiro inquérito de sorologia vamos fazer ainda em dezembro”, disse o chefe do Executivo.

 Os exames para saber se a pessoa está ou não com a covid-19 vêm somar à instrução normativa publicada na semana passada pela Secretaria de Educação. Vários protocolos sanitários deverão ser seguidos pelos estabelecimentos de ensino no retorno às aulas. “Vale destacar que as aulas presenciais serão opcionais”, comenta o secretário de Educação.

 Outra questão apontada é que as testagens em andamento – e também as que serão iniciadas – darão um norte no retorno às aulas. “Devemos tomar todo cuidado para liberação desse processo da educação”, cita o prefeito. Já o secretário de Saúde emenda: “ao final do inquérito, a recomendação é para que retornem aqueles que estão protegidos e depois os sem comorbidades”. Isso vale para professores e alunos.

 No entanto, é importante destacar que crianças com febre e alguns sintomas clássicos do coronavírus, como coriza e tosse, não deverão ser enviadas às escolas, assim que as aulas presenciais forem retomadas. A expectativa é que isso aconteça a partir do começo de 2021.

 Também acompanharam a reunião os secretários de Assuntos Jurídicos, Daniel de Campos, e de Comunicação Social, Antônio Peres, além do vereador Estevão Nogueira. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários