Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 18 de janeiro de 2021

Compartilhe

 Indivíduos renderam o vigilante e levaram 46 CPUs de computadores e o estepe de um veículo oficial

 A sede da Defensoria Pública em Limeira foi alvo de roubo na madrugada desta segunda-feira (18), no Jardim Piratininga. Segundo informações registradas no Boletim de Ocorrência (B.O.), quatro indivíduos teriam invadido o local, que fica na Avenida Maria Buzolin, mantido o vigilante sob grave ameaça e subtraído diversos computadores.

 O vigilante, de 53 anos, informou para as equipes da Polícia Militar (PM) e Polícia Civil (PC) que por volta da 00h desta segunda-feira (18) estava na cozinha da Defensoria Pública, quando ouviu um barulho na porta principal do prédio. Ao verificar o que estava acontecendo, identificou que um veículo de cor branca teria se chocado contra a porta e dois homens entraram no local.

 Os dois indivíduos mandaram o vigilante permanecer olhando para o chão e colocaram um pano preto em sua cabeça, impedindo sua visão. Logo depois, os criminosos colocaram o vigilante dentro do veículo e saíram do local. Eles o levaram até uma área de mata e o deixaram deitado com o rosto coberto por cerca de 3 horas.

 Após esse tempo, os indivíduos deixaram o vigilante na mata e fugiram. O homem andou por alguns metros e conseguiu pedir ajuda a uma pessoa, que ligou para a PM. O vigilante foi encontrado na Rua José Modesto de Abreu, no Jardim Recanto Alvorada. Os criminosos levaram seu aparelho celular, uma bolsa e a chave de seu veículo.

 Na sede da Defensoria Pública foi constatado que os suspeitos levaram 46 CPUs de computadores e o estepe de um veículo oficial. A Perícia compareceu no local e deve emitir um laudo técnico da ocorrência. A Polícia Civil deve investigar o fato. Até o momento nenhum indivíduo foi identificado. (Rafael Coelho)


Compartilhe

Comentários

comentários