Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 21 de janeiro de 2021

Compartilhe

 O calendário de ações para o combate à dengue está em andamento no município desde o dia 1º

 O Grupo de Trabalho (GT) da Dengue, que discute ações no combate ao mosquito Aedes aegypti, causador da dengue, chikungunya e zika em Limeira, realizou uma reunião na manhã desta quinta-feira (21), no Paço Municipal, liderada pelo prefeito Mario Botion, pelo secretário de Saúde, Vitor Santos e pela vice-prefeita Erika Tank. Autoridades sanitárias da Secretaria de Saúde também estiveram presentes.

 O calendário de ações para o combate à dengue está em andamento no município desde o dia 1º. O encontro de hoje (21) norteou a articulação das ações conjuntas entre todas as secretarias para evitar o crescimento de casos de dengue, no início do ano, com a incidência de chuvas – típicas do mês de janeiro. Até o último balanço, um (1) caso doença já foi confirmado neste ano. Há, no entanto, 27 suspeitos. Outros quatro foram descartados.

 O chefe do Executivo abriu a reunião e enfatizou que, embora a pandemia da Covid-19 seja a grande preocupação de cada cidadão, a eliminação dos criadouros não pode ser esquecida. “É preciso que todos façam a limpeza do quintal de suas casas. Em dez minutos podemos eliminar os criadouros e proteger as nossas famílias”, destacou o prefeito.

 Ainda de acordo com Botion, há estudos vigentes para uma legislação mais rígida que possa punir as pessoas que não eliminarem os criadouros. “Já tomamos e continuaremos tomando todas as providências necessárias para conter a proliferação do mosquito da dengue. Nosso objetivo é preserva a vida das pessoas, porque a dengue mata”, enfatiza.

 Vitor Santos lembrou que a preocupação com os casos de dengue no município acontece desde janeiro de 2017, de forma sistemática, e o GT se reúne periodicamente para pensar formas de prevenção, campanhas educacionais e publicitárias, além de ações de controle, prevenção e bloqueio. “Realizamos ações em educação em saúde, eventos, campanhas institucionais, capacitação de pessoal para a prevenção e o combate ao mosquito têm ocorrido sempre”, falou o secretário de Saúde. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários