Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 26 de janeiro de 2021

Compartilhe

 Ele foi conduzido ao 2º Distrito Policial (DP) de Limeira e responderá em liberdade

 Um colombiano de 34 anos foi detido pela Guarda Civil Municipal (GCM) na tarde desta terça-feira (26) acusado de praticar agiotagem e estar ameaçando uma mulher no Jardim Nossa Senhora das Dores, em Limeira. Segundo informações dos agentes, a equipe composta pelos GMCs Sordi e Carlos Silva recebeu denúncia de que um indivíduo estaria ameaçando uma mulher em sua residência por dívidas de um empréstimo de agiotagem.

 A equipe se deslocou até o local e se deparou com o indivíduo em frente à casa, conversando com a moradora. Os Guardas questionaram o que estaria ocorrendo e foram informados pela mulher de que ela teria emprestado R$ 1 mil do colombiano e que o valor emprestado deveria ser pago em 24 dias seguidos, o que daria R$ 50,00 por dia, totalizando R$ 1.200,00.

 A mulher, que é comerciante, relatou que devido a pandemia do coronavírus não conseguiu sanar a dívida e que ela também estaria devendo para mais quatro agiotas, todos colombianos. Ela ainda disse que diariamente recebe visitas dos agiotas em sua casa, onde alguns chegam a fazer ameaças devido a dívida. Ela contou aos Guardas que no caso de hoje (26), não foi ameaçada.

 Questionada sobre como conheceu o agiota, a mulher disse que recebeu panfletos oferecendo empréstimo sem consulta no Serasa e como estava precisando, caiu na “tentação”. Os GCMs já estavam cientes de que existe uma quadrilha de agiotas colombianos atuando em Limeira e que alguns chegam a fazer ameaças a quem não cumpre com as dívidas.

 A equipe questionou o colombiano e o mesmo relatou que pratica agiotagem há cerca de dois anos e que saiu da Colômbia, vendeu seu carro e começou a realizar empréstimos. Porém, negou que fizesse parte de uma quadrilha. Com ele foi localizada uma quantia de R$ 1.823,00, que segundo o indivíduo, seria de uma cobrança arrecadada nesta terça-feira (26). Ele informou aos Guardas que possui cerca de 20 clientes e que atua sozinho. O colombiano foi conduzido ao 2º Distrito Policial (DP) de Limeira e responderá em liberdade por agiotagem e crime contra a economia popular. A quantia de R$ 1.823,00 foi devolvida a ele, por não pertencer à mulher. (Rafael Coelho)


Compartilhe

Comentários

comentários