Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 28 de janeiro de 2021

Compartilhe

 Além das consultas, em uma semana, 633 pessoas fizeram teste rápido para coronavírus e outras 636 fizeram o teste “swab” (PCR)

 O Ambulatório Referência de Combate ao Coronavírus (ARC) retomou os atendimentos no último dia 20, em Limeira. Uma semana depois, 1.056 pessoas já passaram por consultas no local. O ARC funciona, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, em uma estrutura próxima ao Hospital Humanitária e oferece atendimento ambulatorial para pessoas com suspeita para Covid-19.

 Além das consultas, em uma semana, 633 pessoas fizeram teste rápido para coronavírus e outras 636 fizeram o teste “swab” (PCR). Dos testes rápidos, 125 pessoas tiveram resultado positivo (IGG, IGM ou ambos) e outros 507 negativaram para Covid-19, além de um resultado inconclusivo. Já dos testes PCR, foram: 265 resultados positivos (reagente), 368 negativos (não reagente) e três inconclusivos.

 A estrutura do ARC é composta por dois consultórios, salas para testagem e farmácia com dispensação de medicamentos para tratamento dos sintomas. Já a equipe do ambulatório, é formada por médico e biomédico, farmacêutico, profissionais e técnico de enfermagem, além do administrativo.

 Conforme a Secretaria de Saúde, devem ir ao Ambulatório Referência de Combate ao Coronavírus os munícipes que estiverem sentindo alguns dos sintomas relacionados à doença, como: febre, perda de olfato e paladar, desconforto respiratório, dor de cabeça, dor de garganta e dor no corpo. Lá, além de poder fazer o teste, a população terá os medicamentos necessários para o tratamento dos sintomas.

 Além do ARC, a pasta reforça que a Unidade de Referência Coronavírus (URC) e os Pronto Atendimentos de Limeira seguem com atendimento normal aos pacientes com suspeita ou confirmação para Covid-19. Conforme a secretaria, a retomada do ARC tem sido fundamental para dar apoio à rede de saúde já existente. O ambulatório fica na Av. Doná Antônia Valverde Cruañes, próximo à Humanitária. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários