Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 29 de janeiro de 2021

Compartilhe

 Erika Tank participa das discussões sobre a criação do projeto em Araras, desde 2017

 A vice-prefeita Erika Tank participou na quinta-feira (28) de um encontro promovido pelo Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres de Araras e que contou com a participação de um grupo de vereadoras ararenses. Na ocasião, discutiu-se a Rede de Atendimento Integrado às Mulheres em Situação de Violência de Araras, que teve como base para sua elaboração a Rede Elza Tank de Atendimento Integrado às Mulheres em Situação de Violência. Em sua fala, ela agradeceu ao apoio do prefeito Mario Botion, enquanto era vereadora e também agora, como vice, na conquista de inúmeros benefícios nesta área.

 Erika participa das discussões sobre a criação do projeto em Araras, desde 2017, quando foi procurada por representantes daquele município para saber de que forma funciona o projeto em Limeira para implementá-lo em Araras. Desde então, a vice-prefeita tem acompanhado os trabalhos desenvolvidos pelo grupo tirando dúvidas e compartilhando ideias bem sucedidas.

 No encontro de ontem (28), ela ressaltou que os serviços oferecidos pela Rede Elza Tank visam um trabalho integrado para garantir à mulher, vítima de violência, acesso permanente aos seus direitos. “Priorizamos o suporte legal e o atendimento psicológico às mulheres vítimas de violência. Limeira é a primeira cidade do estado de São Paulo a inverter o atendimento à vítima de violência sexual na área da Polícia Militar, ou seja, primeiro a pessoa é encaminhada ao atendimento médico e depois é feito o registro do Boletim de Ocorrência”, ressaltou Erika.

 A vice-prefeita enfatizou que a mulher fragilizada precisa de cuidados específicos de profissionais capacitados e que a troca de experiências é sempre bem-vinda entre as cidades. Ela colocou a Prefeitura de Limeira e a Rede Elza Tank à disposição do Conselho, em Araras para dar suporte ao projeto. “Precisamos de mais pessoas engajadas nesta luta, todos os dias para garantir os diretos das nossas mulheres “, finalizou. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários