Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 3 de fevereiro de 2021

Compartilhe

 A volta às aulas foi referendada pelo Grupo Técnico, que reiterou a necessidade de acompanhamento atuante e com avaliação permanente

 O retorno às aulas presenciais na rede municipal foi discutido pelo Grupo Técnico de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de Limeira, durante reunião realizada na última segunda-feira (1º), no Paço Municipal (Edifício Prada). A volta às aulas foi referendada pelo Grupo Técnico, que reiterou a necessidade de acompanhamento atuante e com avaliação permanente. Também houve entendimento de que, se houver alterações significativas nos cenários epidemiológico e escolar, novas medidas restritivas poderão ser adotadas.

 A prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, decidiu adiar em uma semana (para dia 15) o retorno presencial dos alunos. A mudança permitirá que a secretaria possa detalhar todo o planejamento sanitário que fará parte da nova rotina de diretores, professores, alunos e seus responsáveis.

 Contudo, o secretário da pasta, André De Francesco, ressalta que o início do calendário escolar fica mantido para a próxima segunda-feira (8), por meio de atendimento educacional remoto, seguindo as diretrizes do Governo do Estado de São Paulo. Nesta primeira semana (de 8 a 12), os estudantes participarão de atividades que envolverão a apresentação dos docentes e da turma, socialização e ludicidade.

 A retomada do ano letivo ocorre para os estudantes da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), respeitando as disposições da Resolução SME nº 14/2020, publicada no Jornal Oficial em 8 de janeiro, que trata do Calendário Escolar da Rede Municipal.

 O atendimento pedagógico adotará um modelo híbrido com ações presenciais e atividades à distância. A exceção é apenas para as crianças de 0 a 3 anos do Berçário 1 e 2 e do Maternal 1 que, durante o mês de fevereiro, receberão somente atendimento remoto, desenvolvido por meio da distribuição de kits pedagógicos e de estudos dirigidos. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários