Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 3 de fevereiro de 2021

Compartilhe

 O material foi colocado em dois caminhões e encaminhado para reciclagem

 Uma ação de limpeza compulsória da Prefeitura de Limeira culminou nesta quarta-feira (3) com a remoção de grande quantidade de embalagens pet armazenadas em uma residência no Jd. Santa Josefa. Empilhadas, as garrafas plásticas formavam uma montanha de aproximadamente três metros de altura, sem nenhum tipo de proteção contra a chuva. A ação foi coordenada pela Divisão de Controle de Zoonoses e pelo Ceprosom.

 Segundo a chefe da Divisão de Zoonoses, Pedrina Aparecida Rodrigues Costa, a situação do imóvel era monitorada pela prefeitura desde o ano passado. Porém, a moradora não seguiu as orientações para dar uma destinação adequada ao material. “As garrafas estavam ao ar livre, possibilitando a formação de criadouros da dengue”, disse.

 O material foi colocado em dois caminhões e encaminhado para reciclagem. Durante o trabalho, agentes de controle de zoonoses coletaram larvas de mosquito, que serão encaminhadas para análise de compatibilidade com o Aedes aegypti, que além da dengue, é o transmissor da zika e da chikungunya. “Esse caso serve de alerta para que as pessoas não acumulem reciclados em casa”, observou Pedrina.

 Após essa análise, a Divisão de Zoonoses encaminhará um relatório à Divisão de Vigilância Sanitária, sendo que a proprietária do imóvel será autuada por fator ambiental de risco à saúde pública. O caso será acompanhado pelo Ceprosom, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários