Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 10 de fevereiro de 2021

Compartilhe

 O fato ocorreu por volta das 19h30, conforme informou a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, por meio da Divisão de Iluminação Pública

 Uma ação de furto e vandalismo, na noite desta terça-feira (9), afetou a iluminação pública de boa parte da extensão da avenida Comendador Agostinho Prada. O fato ocorreu por volta das 19h30, conforme informou a Secretaria de Obras e Serviços Públicos, por meio da Divisão de Iluminação Pública.

 Durante todo o dia desta quarta-feira (10), uma equipe de nove funcionários executou serviços de reparos e substituição de material, e ao final da tarde a iluminação já estava restabelecida na região.

 Os atos de furto e vandalismo ocorreram no sistema elétrico subterrâneo que interliga todo o canteiro central da avenida, o que afetou a iluminação do canteiro central, onde estão instalados postes metálicos.

 Ao ter conhecimento de que uma grande extensão do perímetro urbano estava sem iluminação, a equipe técnica da pasta se deslocou até o local. Em seguida, foi solicitado apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), e dos agentes de trânsito em caráter emergencial dado o eminente risco à segurança pública e o prejuízo ao fluxo de veículos na região.

 A falta de iluminação ocorreu em dois pontos, um deles no cruzamento da Avenida Prefeito Doutor Alberto Ferreira até o início do viaduto Paulo D´Andréa, no percurso linear de 560 metros, e outro da sede da Justiça Federal (antigo Jornal de Limeira) à rotatória com a Avenida Eduardo Peixoto (trecho compreendido de 450 metros lineares).

 O ato de vandalismo e o furto do sistema elétrico subterrâneo acarretaram em dez tampas de caixa de passagem (cerca de 1.500 metros de cabos de energia) que foram levados do local e a ruptura dos cabos que resultou no desligamento do sistema de iluminação pública.

 A Secretaria de Obras e Serviços Públicos estava contabilizando o material alvo de furto para poder registrar um boletim de ocorrência alusivo ao fato. Câmeras de monitoramento da região serão requisitadas para tentar identificar os responsáveis pela ação criminosa. A Prefeitura vai intensificar ações para coibir práticas de receptação, como forma de inibir essas ocorrências. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários