Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 26 de fevereiro de 2021

Compartilhe

 No total, 41 costureiras participaram do projeto que garantiu renda e auxiliou na prevenção ao coronavírus

 Realizado pela BRK Ambiental em parceira com a Fundação Vale e a Rede Asta, o projeto Máscara + Renda foi concluído em Limeira com a doação de 61,5 mil máscaras para o município.

 O objetivo foi contribuir com a prevenção ao coronavírus e oferecer oportunidade de geração de renda para mulheres durante a pandemia. No Brasil todo a ação contou com a participação de mais de mil costureiras e artesãs de diversas regiões do país, sendo 41 em Limeira. O objetivo foi auxiliar para que fossem produzidas máscaras de tecido, que posteriormente foram doadas para instituições de ensino e/ou entidades assistenciais.

 Em Limeira, a ação teve início em outubro com a seleção das participantes, que receberam em suas casas uma caixa com materiais para iniciar a produção das máscaras em novembro. O acompanhamento desses trabalhos foi remoto e contínuo. A parceria proporcionou uma remuneração de R$ 900,00 mensais para cada participante, totalizando R$2.700,00 nos três meses de trabalho. Mensalmente, foram produzidas 20.500 máscaras pelas costureiras da cidade e, no total, foram 61.500 máscaras produzidas.

 No município, as máscaras foram distribuídas para a população, por meio da Secretaria de Saúde, Centro de Promoção Social Municipal (Ceprosom) e Secretaria de Educação da cidade.

 Para Vitor Santos, secretário de saúde do município, o projeto foi importante para a proteção contra o coronavírus. “O Projeto Máscara+Renda, parceria desenvolvida entre a BRK Ambiental, a Fundação Vale e a Rede Asta, ofertou aos moradores de Limeira um importante mecanismo de proteção contra o coronavírus. Além disso, proporcionou ajuda financeira a 41 costureiras do nosso município. A saúde e a cidade agradecem”, disse o secretário.

 Maria Aucélia Damaceno, presidente do Ceprosom de Limeira, destaca a importância social de um projeto como esse. “O Projeto Máscara+Renda continua rendendo frutos. As máscaras foram distribuídas às famílias em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo Ceprosom. Atualmente, elas estão disponíveis nos Centros Comunitários e nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). Por outro lado, trata-se de uma importante iniciativa de geração de renda às mulheres selecionadas para o projeto”, complementa a presidente.

 O projeto também foi importante por reunir três áreas estratégicas na proteção contra o coronavírus, é o que diz André Luis de Francesco, secretário de educação da cidade. “O grande diferencial desse projeto é o potencial de reunir ações em três áreas estratégicas: prevenção à saúde, auxílio financeiro e empreendedorismo. Na área de saúde, levou máscaras às famílias carentes, permitindo a proteção contra o coronavírus. Financeiramente, proporcionou renda a 41 mulheres durante um período em que a economia e o mercado de trabalho foram seriamente abalados pela pandemia. Quanto ao empreendedorismo, o Projeto Máscara+Renda incentivou o uso de habilidades que as costureiras já dominavam e que poderão ser usadas para alavancar futuros negócios”, explica o secretário.

 Até o final do projeto, considerando todas as frentes de trabalho apoiadas por diversas empresas, espera-se que mais de três milhões de máscaras sejam produzidas e doadas para organizações sociais de todo Brasil. O objetivo é realizar a distribuição desses itens para aqueles que mais precisam, incentivando o uso de máscaras e disseminando a cultura de prevenção nas comunidades.

 A gerente de Sustentabilidade da BRK Ambiental, Thaís Cortina, explica a importância dessa parceria para a comunidade. “No contexto da pandemia, a empresa tem atuado para ajudar na prevenção ao coronavírus. Realizamos doações de produtos de limpeza e higiene para instituições da cidade e esse é mais um projeto importante para a população e o município . Garantir saúde é um dos compromissos da BRK Ambiental nas regiões em que atua, seja por meio da água tratada e do saneamento de qualidade, ou do apoio a projetos e iniciativas sociais”, explica.

 A Rede Asta é uma organização social que existe há 15 anos. Hoje, é uma empresa B Lab certificada com a missão de gerar renda para artesãs e costureiras do Brasil, sempre trazendo visibilidade, conhecimento e empoderamento financeiro para as comunidades. A BRK Ambiental é a maior empresa privada de saneamento do país, e está presente em mais de 100 cidades. A Fundação Vale apoia e fortalece políticas públicas de educação, saúde e geração de renda, e fomenta negócios sociais nos territórios de atuação da Vale.

 Parceiros do Máscara Mais Renda

 O Máscara + Renda é uma realização da Fundação Vale e da Rede Asta, em parceria com a Wheaton Precious Metals, Petrobras, USAID, NPI Expand, Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA) e SITAWI Finanças do Bem e BRK Ambiental. São coparceiros da iniciativa: Yara, Suzano, Instituto Alcoa, Ultragaz, Eletrobras, GWC Foundation e Ford Motor Company Fund, Komatsu, Trafigura Foundation, Contour Global, Arcadis, Cummins e DCML, Della Volpe, Engie, Klabin, VIX Logística, SAP e Microsoft e Instituto Eldorado. São apoiadores: Agenda Pública, EDF Norte Fluminense e Dow Química.

 O Máscara + Renda conta ainda com o apoio dos parceiros mobilizadores: Vale, Coletivo COVID Radar, Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Câmara de Comércio França Brasil, Deloitte, Instituto Acende Brasil, Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Federação de Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Federação de Indústrias do Espírito Santo (FINDES), Federação de Indústrias do Pará (FIEPA), SIMINERAL, União ES e Women in Mining Brasil. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários