Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 11 de junho de 2021

Compartilhe

 A partir de segunda-feira (14), será a vez de quem tem 33 anos ou mais; depois, na quarta (16), os que têm 25 anos ou mais; e a partir de sexta (18), aqueles acima de 18 anos

 A Prefeitura de Limeira, por meio das secretarias de Educação e de Saúde, divulgou um cronograma de vacinação contra a Covid-19 dos trabalhadores da educação básica. Atualmente, aqueles com 40 anos ou mais já podem receber o imunizante. A partir de segunda-feira (14), será a vez de quem tem 33 anos ou mais; depois, na quarta (16), os que têm 25 anos ou mais; e a partir de sexta (18), aqueles acima de 18 anos.

 Os trabalhadores devem obter a autorização, previamente, pela plataforma do Governo Estadual (vacinaja.sp.gov.br/educacao). Assim que estiverem autorizados pelo sistema, a pasta também sugere que, os trabalhadores que puderem, se cadastrem no sistema Vacina Já (vacinaja.sp.gov.br) para agilizar o procedimento de vacinação.

 Conforme o Plano Estadual de Imunização, podem ser vacinados os profissionais ativos das escolas municipais, estaduais e particulares, do ensino infantil ao ensino médio, tais como: professores da educação básica, merendeiras, auxiliares de serviços gerais e faxineiros, secretários de escola, entre outros.

 De acordo com a Secretaria de Saúde, os trabalhadores devem apresentar, no momento da vacinação, CPF, RG, comprovante de endereço e o QR Code gerado após o cadastro. A vacinação para esse público está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Dores 1, Nova Europa, Hipólito 1, Planalto e Aeroporto, das 8h às 16h, ou no drive-thru do Estádio Major José Levy Sobrinho (Limeirão), das 8h às 15h.

 “Temos feito todo esforço necessário para ampliar a vacinação para os trabalhadores da educação. Mas é preciso cuidado para evitarmos aglomerações nos postos de saúde, pois outros grupos prioritários estão sendo vacinados paralelamente. Em breve, todos serão imunizados”, afirma o secretário de Educação, André De Francesco. “Vale ressaltar que o Governo do Estado antecipou a autorização da vacinação para esse público e repassou aos municípios a incumbência de organizarem-se de acordo com suas realidades”, complementa Francesco. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários