Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 25 de novembro de 2021

Compartilhe

 Sem projeto executivo, DER não pode abrir edital para obra de pavimentação orçada em R$ 20 milhões

 O Departamento de Estrada e Rodagem (DER), órgão do governo estadual responsável pela administração de rodovias, confirmou nesta quarta-feira (24), por meio de e-mail, que a Prefeitura de Limeira não enviou projeto executivo para realização das obras de pavimentação da Estrada Vicinal LIM-159, a Estrada da Balsa.

 Sem o projeto que deveria ser enviado pelo Município, o Estado não pode publicar o edital de abertura de licitação para que o investimento de R$ 20 milhões seja concretizado. Essas e outras informações constam em resposta do engenheiro Danilo Luiz Dezan ao ofício eletrônico enviado pelo deputado estadual Murilo Félix (Podemos) ao órgão técnico do governo.

 Uma cópia do e-mail do DER foi protocolada nesta quinta-feira (25) pelo deputado no Expediente da Câmara Municipal para que seja encaminhada à Comissão de Obras e Serviços Públicos, composta pelo vereador Helder do Táxi (MDB), presidente; Ceará (Republicanos), vice-presidente; e Waguinho da Santa Luzia (Cidadania) secretário, e os demais vereadores também tenham ciência.

 No ofício, o deputado havia perguntado ao DER o motivo da liberação do recurso somente para a LIM-346, conhecida Estrada do Zé do Pote, e demora no envio da verba de R$ 20 milhões para pavimentação da Estrada da Balsa.

 O departamento esclareceu que a licitação só foi liberada para a Estrada do Zé do Pote porque, ao contrário da Estrada da Balsa, a Prefeitura de Limeira apresentou projeto. O investimento previsto é de R$ 8,9 milhões e a previsão da licitação é 21 de janeiro de 2022. O objeto é de número 285/201 e o edital foi republicado na terça-feira (23) em função da mudança da tabela de preço.

 Os dois valores, entre outros investimentos do governo estadual na cidade, foram anunciados no dia 3 de setembro em Limeira pelo vice-governador Rodrigo Garcia (DEM). “Isso significa que o prefeito Mario Botion sabe da conquista do recurso há quase três meses. Eu mesmo já havia alertado a Prefeitura de Limeira por meio de ofício sobre a necessidade de projeto e também no meu depoimento aos vereadores na reunião da Comissão há três semanas”, afirma Murilo.

 O parlamentar vê com extrema preocupação a falta de projeto da Prefeitura de Limeira, o que classifica como descaso com a população. “Limeira ficou mais de 25 anos sem deputado estadual e agora corre o risco de perder R$ 20 milhões para a Estrada da Balsa. Isso é grave. Não sou eu quem disse que não tem projeto. É o órgão técnico”, acrescenta.

 Murilo alegou que continuará lutando pela cidade, somando forças com a população e com os vereadores. Além de contribuir com a continuidade dos trabalhos da Comissão, Murilo pediu que todos os vereadores da Casa façam gestão junto ao prefeito para que o projeto seja realizado e apresentado, em caráter de urgência, ao DER.

 “Como compartilhamos do mesmo desejo de evitar que a cidade perca esse montante, peço a união de todos, acima de legendas partidárias ou de interesses de grupos políticos. Caso contrário, outros municípios, onde há interesse e projetos, têm mais chances que Limeira”, finalizou Murilo. O Notícia de Limeira solicitou uma nota para a Prefeitura de Limeira referente ao assunto. O Executivo informou que elabora regularmente projetos para melhorias em estradas vicinais. E em muitas oportunidades já foi contemplada com aprovação e recebimento de verbas.

Em relação à Estrada da Balsa (LIM-159), a Prefeitura disse que “até o momento, o Município não recebeu nenhum documento sobre a suposta destinação de R$ 20 milhões para manutenção da mesma, e também nenhuma solicitação para que apresentasse projetos para essa finalidade. A Prefeitura reforça ainda que é determinação do prefeito Mario Botion às equipes técnicas – das áreas ligadas à manutenção de estradas rurais – estarem sempre atentas a qualquer possibilidade de programas que tragam recursos para implantação de melhorias de qualquer natureza, e que ofereçam benefícios aos munícipes”, finaliza a nota. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários