Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 25 de novembro de 2021

Compartilhe

 As práticas de enfrentamento à violência contra a mulher foram tema de evento

 “Multiplicar Conhecimento é a Garantia da Vida”. Esse é o tema deste ano da campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, da Câmara Municipal de Limeira, que teve início nesta quinta-feira (25), com a palestra Práticas de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher.

 A abertura do primeiro dia da campanha foi realizada pelo presidente do Legislativo, vereador Sidney Pascotto, Lemão da Jeová Rafá (PSC), e contou com a presença da presidente da comissão organizadora da campanha, vereadora Isabelly Carvalho (PT), dos demais membros do colegiado vereadores Airton do Vitório Lucato (PL), secretário; Betinho Neves (PV), Everton Ferreira (PSD) e Ceará (Republicanos), membros., das procuradoras da Mulher da Câmara de Limeira, vereadoras Mariana Calsa (PL), procuradora Especial da Mulher; Lu Bogo (PL), Constância Félix (PDT), Tatiane Lopes (Podemos) e Terezinha da Santa Casa (PL), e de autoridades municipais.

 O presidente da Câmara lembrou que a luta pelo fim da violência contra a mulher é um trabalho que tem que ser feito todos os dias. Ele também comentou que costuma ser questionado se a violência contra a mulher aumentou nos últimos anos, mas disse que acredita que não. “Eu tenho dito que as mulheres estão fazendo mais denúncias. Antes, infelizmente, as mulheres tinham medo, vergonha de contar para alguém da família, de denunciar. Mas hoje, graças a Deus, as mulheres estão fazendo o que precisa ser feito. Aquele ditado que em briga de marido e mulher não se mete a colher está errado, tem que meter a colher sim, temos que fazer a nossa parte”, afirmou.

 A presidente do Centro de Promoção Social do Município (Ceprosom), Maria Aucelia Damasceno, representou o prefeito Mario Botion no evento. De acordo com ela, Limeira tem papel de destaque pelo trabalho que executa e que sensibiliza toda a sociedade, com a Rede Elza Tank e com todo o movimento de proteção às mulheres vítimas de violência. “É muito gratificante termos esse envolvimento da sociedade limeirense, o Executivo, o Legislativo e o Judiciário, as forças de segurança e as organizações da sociedade civil, todos unidos em prol de uma causa tão nobre”.

 Toda a organização da campanha coube à Comissão liderada pela vereadora Isabelly Carvalho. Na abertura, a parlamentar explicou o motivo da escolha do tema deste ano e destacou a pluralidade de enfoques tratados nas palestras que serão realizadas nos próximos dias. “Se a gente reconhece que a violência contra a mulher é uma constante na nossa sociedade, e que precisa ser desmistificada, debatida, falada e, acima de tudo, combatida. A gente precisa perceber também quais são as maiores vítimas dentre essas mulheres. E é por isso que procuramos contemplar vários recortes sociais, tratando das mulheres trans, das mulheres negras e das mulheres com deficiência”.

 A vice-prefeita Erika Tank (PL), autora da Resolução Nº 599/2015 que criou a campanha, não pôde estar presente, mas foi apresentado um vídeo, no qual descreveu as diversas ações que o município desenvolve para proteger as mulheres em situação de violência, e justificou a ausência, pois estava na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) representando Limeira em um evento que também tratava sobre a temática da violência contra a mulher.

 Apoiadores

 São apoiadores da campanha a  Escola Legislativa Paulo Freire e a Procuradoria da Mulher da Câmara, composta pelas vereadoras Mariana Calsa (PL), procuradora Especial da Mulher; Lu Bogo (PL), Constância Félix (PDT), Tatiane Lopes (Podemos) e Terezinha da Santa Casa (PL).

 Palestras

 As palestras foram ministradas pelo guarda civil municipal Anderson Martins, responsável pela Academia de Formação da Guarda Civil Municipal; pela assistente social e coordenadora da Casa da Mulher, Marina Alencar; e pela participante da coordenação do movimento social Promotoras Legais Populares (PLP) de Limeira, Valesca Bragotto Bertanha, .

 Anderson falou sobre as ações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil, discorreu sobre projetos voltados à proteção da mulher em situação de violência e trouxe dados sobre a violência contra a mulher em Limeira.

 Marina Alencar tratou das questões culturais da sociedade, destacou que a casa é o lugar mais perigoso para a mulher no que diz respeito à violência contra a mulher e apresentou a Rede Elza Tank.

 Valesca encerrou as apresentações falando sobre o ciclo de violência contra as mulheres, apresentou o movimento Promotoras Legais e convidou a todas as mulheres acima de 16 anos a participarem do curso e das reuniões do grupo de PLP.

 Confira o vídeo do evento de abertura da campanha.

 Calendário de atividades da campanha:

 26/11/21 9h – Palestra “As Violências Contra Mulheres LGBTQIA+: O que entendemos sobre a condição feminina?”, ministrada pelo secretário municipal de Saúde, Vítor Santos, e pela presidente da Associação Brasileira de Gays, Lésbicas Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos, Symmy Larrat.

 3/12/21 18h30 – Fórum de Debate “A Condição Negra e a Violência Contra a Mulher Negra”, ministrada pela vereadora da cidade de Guarulhos, Fernanda Curti.

 8/12/21 9h – Palestra “Financiamento Público e Políticas Públicas para Mulheres”, ministrada pelo membro da Comissão Organizadora da campanha, vereador Everton Ferreira.

 9/12/21 9h – Palestra “Violência Contra a Mulher Deficiente”, ministrada pela secretária de estado dos Direitos da Pessoa Deficiente, Célia Leão.

 10/12/21 9h – Encerramento da campanha com a palestra “Novas Perspectivas no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher”, ministrada pela jornalista Graziela Félix e pela psicóloga Amanda Abreu. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários