Por: Redação Notícia de Limeira | Publicado em 25 de novembro de 2021

Compartilhe

 Em razão da pandemia da Covid-19, houve um aumento de casos de violência doméstica, principalmente, os feminicídios

 A Prefeitura de Cordeirópolis, por meio da Secretaria da Mulher e Desenvolvimento Social, fortalece a campanha de alerta sobre a violência contra as mulheres. Em razão da pandemia da Covid-19, houve um aumento de casos de violência doméstica, principalmente, os feminicídios. Segundo levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), este aumento foi de 22% dos casos em 12 estados brasileiros, além do crescimento das chamadas para o disque denúncia de casos de violência doméstica.

 “É fundamental nós mulheres persistimos nas ações de políticas públicas e na mudança da cultura para que possamos ter uma vida sem violência. Como mostram os dados, tivemos um aumento significativo de feminicídios por conta da pandemia, já que as pessoas ficaram mais tempo em casa”, explicou a secretária da Mulher Márcia Carron.

 Ainda de acordo com a secretária, é preciso fortalecer a atuação e participação das mulheres nos conselhos municipais e nos projetos da Secretaria da Mulher no combate à violência. “Devemos buscar os canais de denúncia e locais em que a mulher pode encontrar ajuda em nossa cidade, para ter o acolhimento e o atendimento necessário. E em Cordeirópolis podemos destacar os diversos serviços de prevenção e proteção, contudo, o papel da segurança pública é fundamental para que essa proteção seja integral, pois uma vida sem violência é primordial. “É inadmissível que em pleno século 21 a mulher ainda tenha que viver com medo e apreensiva”.

 “A violência doméstica não deve existir e não pode ser justificada pelo isolamento, por problemas financeiros, por nada. É preciso denunciar e nós estamos de plantão 24 horas através da Guarda Municipal 153, Patrulha Maria da Penha pelo telefone 3546-5838, além da Polícia Militar 190 para atender qualquer ocorrência”, complementou a secretária. (Da redação portal Notícia de Limeira)


Compartilhe

Comentários

comentários